Há 70 anos o São Paulo não tinha desempenho tão ruim: o terceiro pior de sua história

“Espero que não aconteça. Se cair, na verdade, vou ter que, primeiro, lamber as feridas, enxugar as lágrimas, porque será muito doloroso. Se cair, conto com um fator fundamental para a grandeza do São Paulo, que é a sua torcida. Essa torcida maravilhosa que está nos abraçando. Isso é fundamental: que o nosso torcedor não abandone o São Paulo em nenhum momento”

“O Corinthians caiu, o Inter, o Palmeiras, o Vasco, o Atlético-MG, o Grêmio… O São Paulo não é maior do que nenhum desses outros clubes”

(LECO, em entrevista à REDE GLOBO)


Levantamento efetuado pelo escritor José Renato Satiro Santiago para a FOLHA dá mostras do quão ruim é a gestão de Leco no futebol do São Paulo: os números, aproveitamento de 47%, correspondem ao terceiro pior período da história tricolor.

A administração atual perde apenas para a de Paulo Machado de Carvalho (entre 1946 e 1947) com 46% e a do ex-presidente Frederico Antonio Germano Menzen (de 1936 a 1938) com 37%.

Ou seja, há 70 anos o São Paulo não faz campanha tão lamentável.

Em contato com o blog, José Renato disse:

“O Leco só não ficou em último, pois acabamos considerando o critério de três pontos por vitória para todos, o que não era o caso até 1994”

Confira abaixo gráfico, publicado pelo jornal:

*JOSÉ RENATO apresenta, todas as quintas-feiras, às 19h, ao lado do poeta Roberto Vieira, o “Por Fora do Campo, na rádio Rock n’ Gol, http://rockngol.com.br

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.