Advertisements
Anúncios

“Organizadas” do Corinthians “esquecem” roubalheira da gestão e atacam jogadores e treinador

camisa 12

Novamente uma das facções “organizadas”, formadas por quem se diz “torcedor” do Corinthians, submeteu-se aos caprichos de quem, em parte, lhe provém o sustento.

Não se trataram, desta feita, dos habituais Gaviões (mais preocupada com seus “profundos” problemas internos), mas da mais vagabunda de todas, verdadeiro quintal de negociatas, a autodenominada “Camisa 12”.

Em sua sede, por exemplo, são vendidos abertamente ingressos consignados por conselheiros, que retiram dinheiro do clube e sustentam diversos intermediários (fala-se que o esquema seria comandado pelo acusado doutras falcatruas, o vulgo Mané da Carne).

Fecham os olhos para as práticas (seria muita “inocência” desconhecê-las), gente militante da política alvinegra, como o famoso “Vila Maria” (que vive despejando, na internet, regras de conduta moral, que descumpre, para o clube), em tentativa de alavancar seu candidato a presidência, o “mago” da contabilidade, três vezes indiciado no STF por crimes fiscais, Raul Corrêa da Silva.

Voltando ao “protesto” realizado ontem, a “Camisa 12” levou faixas hostilizando jogadores e até o treinador Tite, entoando ainda os sempre cafajestes gritos de “joga por amor ou por terror” e outras bobagens de sempre.

Nenhuma critica, absolutamente nada, contra a gestão alvinegra, sequer uma citação ao escândalo da base, que tem o “fornecedor” Mané da Carne entre os envolvidos.

Sem relevância, foram ignorados pelos “protestados”, serviram para encher linguiça em algumas colunas de esportes, mas garantiram, como desejavam, mais algumas regalias proporcionadas pelas sempre agradecida diretoria do Corinthians.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: