Dois anos após, Corinthians não abateu dívida real do estádio em Itaquera

andres e lula

A FOLHA de hoje informa que, dois anos após a inauguração, o Corinthians teria quitado apenas 6% do valor acordado com a ODEBRECHT para pagamento da construção do estádio em Itaquera.

Vale lembrar que o ex-presidente Andres Sanches prometeu quitar a pendência em seis anos, e que o prazo contratual para tal atinge doze anos.

A situação, porém, é ainda pior do que a demonstrada no jornal.

Os 6% descritos correspondem a R$ 74 milhões que teriam sobrado das arrecadações das partidas disputadas pelo clube, levando-se em consideração que os CIDs doados pela Prefeitura (R$ 420 milhões) estão encalhados e nada dos R$ 400 milhões emprestados pelo BNDES foi honrado (estão atrasadas, ao menos, duas parcelas de R$ 5 milhões – que, a partir de 2017, aumentarão para R$ 10 milhões).

Porém, somente os empréstimos pontes realizados pela ODEBRECHT (que o Corinthians confessou como dívida) e seus respectivos juros e correções ultrapassam R$ 300 milhões, sem abater um centavo sequer da pendência final.

O clube diz estar “tranquilo”, segundo o diretor financeiro Emerson Piovesan, por estar renegociando o contrato, recém assinado e nunca honrado, com a CAIXA, mas, em verdade, corre sério risco de ver tomada a gestão de um patrimônio que, evidentemente, não tem arrecadação para pagar.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.