Advertisements
Anúncios

Neymar brilha, Brasil joga bem e vence o México em Fortaleza

A Seleção Brasileira venceu o México, por dois a zero, em Fortaleza, praticamente se classificando para a semifinal da Copa das Confederações.

Jogou uma boa partida, intensa, demonstrando raça e boa qualidade ofensiva.

Pecou um pouco na criação de meio campo com uma partida apenas discreta de Oscar.

Neymar, ao contrário, novamente desequilibrou.

Os primeiros quinze minutos do Brasil foram alucinantes, período em que o México sequer pegou na bola direito.

Logo aos 3 minutos, Marcelo pegou de primeira falta ensaiada de Hulk e levou perigo.

Cinco minutos depois, Daniel Alves cruzou pela direita, a zaga tentou afastar, mas Neymar, com extrema categoria, bateu de primeira, com a perna esquerda, e marcou um golaço.

Só dava Brasil e Marcelo, aos 16 minutos, tentou por cobertura e quase marca um belo gol, em boa defesa de Corona.

O lateral, porém, tentou lance de efeito dentro da área brasileira e quase entregou o empate aos mexicanos, em bola que passou com perigo à frente de Julio Cesar.

Daí por diante o México entrou no jogo e passou a equilibrar as ações no gramado, embora quase sem criar oportunidades de gol.

Neymar, aos 22 minutos, quase marca um gol antológico ao chapelar o zagueiro com o peito e bater por cima, raspando o travessão.

No final, em tímida pressão mexicana, Giovani dos Santos bateu falta da esquerda para a direita e a bola passou perto do ângulo brasileiro.

Logo no início da segunda etapa a arbitragem anulou com razão um gol de Thiago Silva, que estava impedido após levantamento de Neymar.

Aos 9 minutos Hulk fez ótima tabela com Neymar, recebeu na frente, mas bateu à direita do goleiro.

Um minuto depois foi a vez do próprio Neymar escapar pela direita e bater cruzado, com perigo.

O México precisava empatar a partida, mas quem buscava mais o ataque, como no início do jogo, era o Brasil.

Porém, em contra-ataque mexicano, aos 14 minutos, não fosse a perna comprida de David Luis e os adversários teriam empatado.

Dois minutos depois, para melhorar a marcação, Felipão retirou Oscar, que pouco jogou, e colocou Hernanes em seu lugar.

Aos 19 minutos, Neymar escapou pela esquerda, recebeu passe de Paulinho e bateu no canto do goleiro, que defendeu bem.

Com o passar do tempo, sem alternativa, o Mexico se lançou mais para o ataque, equilibrando novamente a partida.

Na tentativa brasileira de aproveitar o contragolpe, aos 32 minutos, Lucas entrou no lugar de Hulk.

Aos 35 minutos, Guardado aproveitou-se de cruzamento que cruzou toda a área e quase marcou, com Thiago Silva obstruindo a trajetória da bola.

Um minuto depois Fred saiu para das lugar a Jô.

Deu tempo ainda para, aos 47 minutos, Neymar fazer uma jogada espetacular, passar por dois defensores e dar o gol de bandeja para Jô, que não perdoou.

No final, a Seleção Brasileira mereceu vencer, não apenas por ter se portado melhor tecnicamente, mas também pela luta no gramado, demonstrando estar realmente focada na difícil luta pelo título do torneio.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: