Advertisements
Anúncios

Cada vez mais nebulosas as conversas entre Corinthians e CAIXA

Estranha-me a informação, repassada à imprensa pelo presidente do Corinthians, Mario Gobbi, de que a CAIXA aceitou o Parque São Jorge como bem a penhora em troca de intermediar o empréstimo de R$ 400 milhões no BNDES.

Mais ainda um suposto laudo constatando o valor de R$ 1,2 bilhão pelo bem.

O Banco deve ainda, provavelmente porque também tem dificuldades em acreditar, embora esteja claramente intencionado em facilitar o negócio, requerer duas outras analises do imóvel por empresas diferentes.

O fato é descobrir que milagre faria a CAIXA para sumir com as diversas penhoras que a sede do Corinthians possui na Justiça sobre a Fazendinha.

Aceitar esse tipo de acordo, nas condições descritas acima, é um crime de lesa-pátria ao bolso do povo brasileiro.

E, por falar em ação errada, Gobbi, que já cedeu ao fundo de investimentos responsável pela obra do “Fielzão” boa parte do patrimônio do clube em garantia pelo pagamento, inclusive símbolo, utilização de terreno, etc., precisará de autorização do CORI, e depois do Conselho Deliberativo para tentar realizar o negócio.

Não pode simplesmente oferecer o que não lhe pertence.

Embora, do jeito que andam as coisas politicamente no Corinthians, não seria surpresa que mandasse implodir o Parque São Jorge e, ainda assim, saísse carregado nos ombros pelos conselheiros que aprovam tudo pelo bem da “patota”, sem pensar nas consequências para o clube.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: