Advertisements

O inadequado “patrocínio” na camisa do Santos

Antes de iniciar nossa critica é bom deixar claro que o treinador do Santos é Muricy Ramalho, o que impede qualquer tipo de malandragem ou pipocada por pressão de atletas ou dirigentes em escalações da equipe.

Mas, apesar disso, é absolutamente inadequado que um clube grande utilize em sua camisa, nos locais mais caros, peito e costas, patrocínios relacionados a um jogador da sua equipe.

Mesmo que seja da grandeza de um Neymar.

E se os outros atletas do grupo sentirem-se no direito de ter a mesma regalia, como se comportarão os dirigentes ?

Sem contar que se o treinador não tivesse a personalidade de Muricy, fosse, por exemplo, um Gilson Kleina, certamente estaria intimidado a contrariar o craque do time, sabedor de seu exagerado prestígio com a diretoria.

Há ainda um porém, que foi levantado ontem a este jornalista por gente que conhece como poucos bastidores não apenas esportivos como do comportamento de dirigentes, que precisa ser averiguado pelos conselheiros do clube.

Embora se diga que o “patrocínio” é uma maneira de ajudar entidade filantrópica que leva o nome do jogador, não seria, talvez, uma maneira de arcar com parte de seus salários, possivelmente, atrasados ?

O boato do atraso existe, não há comprovação, clube e atleta não falam sobre isso, mas utilizar um espaço na camisa, que num patrocínio pontual poderia render, talvez, R$ 1 milhão, é realmente de se estranhar.

Nenhum clube, de razoável administração, abriria mão de tamanho montante.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: