Advertisements

Sobre a PM não poder mais socorrer feridos em São Paulo

Por determinação do novo Secretário de Segurança Pública de São Paulo, Fernando Grella Vieira, a Polícia Militar não pode mais socorrer feridos, levando-os a hospitais, etc.

Terão agora que comunicar ambulâncias municipais, que munidas de profissionais da medicina serão responsáveis pelo atendimento.

Uma atitude absolutamente correta.

A intenção é a de evitar a execução de criminosos pelos PMs, que, todos sabem, acontece durante o trajeto do “suposto” socorro.

Porém, para que realmente a nova determinação tenha eficácia, há a necessidade do aumento de unidades de atendimento, já insuficientes para a própria população, que não pode ficar na fila enquanto bandidos são priorizados pela força policial.

Caso contrário, nenhum dos procedimentos será realizado de maneira adequada, e, em vez de resolver um grave problema, novos serão adicionados aos já existentes.

Com relação ao risco de um cidadão comum perder a vida pela impossibilidade de um PM poder socorrê-lo, há alguns pontos a serem analisados.

Primeiro que policial não é mais capacitado do que o profissional da medicina para realizar qualquer tipo de socorro.

Além disso, até pela falta de preparo, em vez de ajudar uma possível vítima, o PM pode, na verdade, agravar uma situação complicada de saúde.

A força policial prendendo bandidos, e os médicos salvando, ou tentando salvar, a vida da população, cada um no seu lugar, tem muito mais a contribuir do que se tentarem, mesmo que por boa vontade, agir da maneira pela qual não foram treinados.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: