Palmeiras: diretas foram aprovadas, mas bando de Tirone tenta ainda adiar eleição

O Conselho do Palmeiras aprovou ontem, por aclamação, as eleições diretas para presidente do Palmeiras.

190 dos 290 compareceram.

Porem o bando que pretende reeleger Arnaldo Tirone deu trabalho.

O diretor jurídico, Piraci Oliveira, manobrou para que a votação fosse secreta, na tentativa de reverter o quadro, porém sofreu derrota vexatória.

Somente ele e outro conselheiro, tão nocivo quanto, votaram por essa proposição, enquanto a esmagadora maioria decidiu pela votação aberta.

Após o resultado, que estabeleceu o regime democrático no Palmeiras, nova tentativa de golpe, orquestrada pelos mesmos.

Desta vez com algum êxito.

Esvaziaram a reunião impedindo a votação do segundo passo, ou seja, a implementação das diretas já no pleito do início de 2013.

Sem alternativa, nova reunião foi marcada para daqui três semanas, ocasião em que essa gente tentará de tudo para adiar a votação popular para 2014, na tentativa de, indiretamente, conseguirem permanecer no poder.

O torcedor e os associados do Palmeiras não podem permitir que isso aconteça, cobrando e exigindo que seus direitos sejam imediatamente colocados em vigor.

Chegou a hora de expulsar os “piracis”, “frizzos” e “tirones”, que há anos infelicitam o clube com a politica rasteira do favorecimento próprio.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.