Palmeiras: “turma da cachaça” escolhe treinadores para o clube

Pouco antes da partida entre Palmeiras e Corinthians, o diretor de futebol do Palmeiras, Roberto Frizzo, disse a alguns interlocutores que o grupo de jogadores “derrubou” Felipão.

“Não aguentavam mais conviver com ele…”, foi uma de suas frases.

Na sequencia, questionado sobre a possibilidade do treinador Emerson Leão assumir a equipe, Frizzo complementou:

“Difícil. Os jogadores imploraram para que não o contratássemos. É muito linha dura…”

Nota-se, portanto, que no Palmeiras o diretor de futebol é comandado por aqueles que deveria comandar.

Não é a toa que a situação chegou ao ponto em que está.

Certamente a “Turma da Cachaça”, jogadores que chegam frequentemente “alegres” no treino da manhã, sentem-se incomodados com comandantes que possam coibir suas práticas noturnas.

Até o presidente Arnaldo Tirone, que já declarou preferencia por Leão, não tem coragem de exercê-la, com medo da reação dos “cachaceiros”.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.