Advertisements

Brasil sofre para vencer Honduras

Jogando uma partida abaixo da crítica, a Seleção de Mano Menezes encontrou enormes dificuldades para bater a inexpressiva equipe sub-23 de Honduras, por três a dois.

Adversário que jogou com dez jogadores desde a metade da primeira etapa, e que teve mais um expulso, no final do jogo.

Logo aos 30 segundos de jogo, Leandro Damião perdeu gol incrível, frente a frente com o goleiro Mendoza.

Mas o Brasil, mesmo mais tempo com a bola nos pés, não demonstrava inspiração na partida.

E, aos 12 minutos, Sandro levou drible desconcertante na esquerda, a bola foi cruzada, Figueroa tentou dominar, e Martinez, aproveitando a sobra, de primeira, encobriu Gabriel, marcando um golaço.

A Seleção Brasileira sentiu o baque, e, desesperada, passou a errar passes e tentar chutões para frente.

Honduras se defendia bem, e permanecia segurando o marcador, até que, aos 32 minutos, Crisanto acertou Neymar no meio de campo e levou seu segundo cartão amarelo, sendo excluído da partida.

Com um jogador a mais, o Brasil partiu com tudo para frente, empatando o jogo aos 37 minutos, após Hulk fazer bela jogada pela direita, cruzar rasteiro, a zaga hondurenha bater cabeça e Leandro Damião se aproveitar, empurrando para as redes.

Tudo indicava que o empate tornaria as coisas mais fáceis para o selecionado nacional no segundo tempo.

Ledo engano.

Logo a dois minutos, Espinoza cortou o fraquíssimo Juan, da direita para a esquerda, e, da entrada da área, bateu cruzado, em bola que o goleiro brasileiro aceitou.

Dois a um para Honduras, inacreditável pela situação.

Porém, aos 4 minutos, a arbitragem tratou de ajudar, marcando penalidade duvidosa em cima de Leandro Damião, convertida, um minuto depois, por Neymar.

Aliviado, com um jogador a mais e o placar empatado, o Brasil partiu para o ataque e, aos 14 minutos, Leandro Damião recebeu dentro da área de Neymar, virou em cima do zagueiro e fez o gol da vitória brasileiro.

Depois, como se enfrentasse a Seleção do Mundo, Mano Menezes recuou a equipe, na tentativa de segurar a classificação.

Muito pouco para a história brasileira no futebol.

O lance mais perigoso do jogo, desde então, surgiu aos 19 minutos, quando Gabriel falhou em cobrança de escanteio e Honduras por pouco não empatou.

Houve tempo ainda para Espinoza, aos 45 minutos, receber o cartão vermelho por derrubar Oscar.

Uma vitória que levou o Brasil para as semifinais, mas deixou o torcedor preocupado com o que pode acontecer daqui por diante.

Mesmo sabedor de que as equipes desta Olimpíada não são nada assustadoras.

Enquanto isso o Basquete do Brasil venceu a China por 98 a 59 e continua na luta para fugir de um possível confronto com os EUA.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: