Advertisements

Vergonha no Fluminense

Mais uma vez o Fluminense foi tratado como terra de ninguém na noite de ontem.

Conselheiros bandidos do clube conseguiram, utilizando de subterfúgios ilícitos, impedir o impeachment e Roberto Horcades, cardiologista de Ricardo Teixeira.

O presidente do Conselho Deliberativo, Carlos Henrique Mariz, de maneira criminosa, fugiu com o livro de presença e mandou desligar o sistema de som do Salão Nobre das Laranjeiras, fazendo com que a votação se esvaziasse.

Com esta manobra conseguiu impedir a votação por falta de quórum.

Somente 103 conselheiros assinaram o livro de presença, quando o mínimo aceitável seria de 150.

Por este motivo Horcades foi mantido como Presidente do clube.

A oposição vai recorrer porque não está satisfeita apenas com o desempenho da equipe dentro de campo.

Sabe que se as coisas não mudarem, o destino do Fluminense será triste.

Continuamos apoiando a queda de Horcades, para que o futebol seja higienizado de mais um ditador.

Facebook Comments
Advertisements

2 comentários sobre “Vergonha no Fluminense

  1. Zé Brasilero

    UI! UI! Falaram mal do Rio, não pode viu. Vamo RJ! Vamo RJ! Bala perdida de montão!!! UI! UI!

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: