Advertisements

Coluna do Fiori

fiori - dicunto

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADE

Fiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.brEmail:caminhodasideias@superig.com.br

apito limpo

“Não importa as agruras; Liberdade não comporta submissão!”

Sidney Poeta Dos Sonhos – Pensador

————————————————-

ANAF – Associação Nacional dos Árbitros de Futebol

Até o presente, não emitiu nenhum comunicado contradizendo os deputados: Paulo José Carlos Guedes (PT-MG) e Glauber de Medeiros Braga (PSOL-RJ) por terem citado o exemplo do ‘árbitro ladrão’, quando da comparação com atitudes do então juiz Sergio Moro na Operação Lava Jato

Todavia

Exagerando servilismo aos políticos, atrevidamente, postou no site elogios ao presidente Bolsonaro por ter ido ao vestiário saudando o árbitro Ricardo Marques Ribeiro e equipe após o termino da partida Palmeiras 1 x 1 Vasco realizada no sábado 27/07/2019

Desmentidos

No item Ocorrências/Observações do relatório do árbitro com texto integralmente copiado:

Informo que antes do reinicio do segundo tempo, foi constatada a presença do exmo. sr. presidente da república Jair Bolsonaro, que desceu pela arquibancada em direção ao banco de reserva da equipe S.E Palmeiras, cumprimentando os atletas suplentes bem com a comissão técnica. registro que tal fato não trouxe atraso para o reinicio de jogo.

Nota

Em meu entender, dissimulando a verdade, Ricardo Marques Ribeiro afirma que a presença do presidente não causou o atraso para o reinicio da refrega

Absolutamente

Detestável o sabujíssimo existente no círculo da arbitragem do futebol

————————————————————-

12ª Rodada da Série A do Brasileirão – 2019

Sábado 27/07

Palmeiras 1 x 1 Vasco

Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (FIFA-MG)

VAR

Emerson de Almeida Ferreira (MG)

Item Técnico

Não avocou

Encontrava-se próximo, com visão livre, mesmo assim, sinalizou que não sucedera penalidade máxima, no momento que a redonda tocou no braço esquerdo do vascaíno Leandro Castan, postado a meia altura, distanciado do tronco

Recuou 

Após chamamento do VAR, caminhou até o monitor, voltando ao campo apontando a marca penal

Completo

A penalidade máxima deveria ter sido apontada logo de cara

Faltou

Coragem para assumir

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 01 para palmeirenses 04 para vascaínos

No todo

Ricardo Marques Ribeiro deveria ter sido menos complacente no item disciplinar

Adulador

Contumaz dos imorais dirigentes da CBF, políticos e que tais; Ricardo Marques Ribeiro deixou de anotar na sumula que o atraso do reinicio da refrega foi motivado pela presença do ocupante da cadeira de presidente da republica

Fluminense 1 x 2 São Paulo

Árbitro: Anderson Daronco (FIFA-RS)

VAR

Daniel Nobre Bins (RS)

Item Técnico

Penalidade máxima

Corretamente apontada após ter ido ate o monitor; batida por Reinaldo, resultando no segundo gol da equipe são-paulina

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 01 para defensores do tricolor carioca e 03 para tricolores paulista

No todo

Desempenho aceitável do principal representante das leis do jogo, quanto dos assistentes

Domingo 28/07

Fortaleza 1 x 3 Corinthians

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA-GO)

VAR

Elmo Alves Resende Cunha (GO)

Item Técnico

Poucas falhas

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 03 para defensores do Fortaleza e 01para corintiano

Copa Libertadores 2019 – Terça Feira 30/07

Palmeiras 4 x 0 Godoy Cruz

Árbitro: Esteban Ostojich (FIFA-URU)

VAR

Gery Vargas ( FIFA-BOL)

Item Técnico

No 2º Tempo, por volta do decimo minuto o placar apontava 0 x 0

Quando

Sucedeu a disputa pela bola dentro da área do Godoy Cruz entre um defensor com o oponente Borja;

Subitamente

A redonda bateu na mão do defensor que fazia movimento normal com o braço

Prontamente

Bem colocado o assoprador de latinha fez sinal para seguir o jogo

VAR

Mete o bedelho, assoprador caminha até o monitor, revê o lance, atrevidamente, volta atrás,

Sinalizando

Imerecida penalidade máxima para equipe alviverde, que, depois de batida por Raphael Veiga, findou no fundo da rede

Item Técnico

Cartão Amarelo: 02 defensores do Palmeiras e 02 defensores do Godoy Cruz

Cartão Vermelho: 01 para defensor do Godoy Cruz

Quarta Feira 31/07

Internacional 2 x 0 Nacional (URU)

Árbitro: Fernando Rapallini (FIFA-ARG)

VAR

German Delfino (FIFA-ARG)

Item Técnico

Acertou por ter apontado impedimento nos dois lances que antecederam a finalização da redonda no fundo da rede da equipe uruguaia, acontecidos na primeira etapa com informação do assistente 02 e VAR

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 02 para defensores do Internacional e 02 para oponentes

———————————————————-

Política

Agora, falando sério

O país aguenta, mas Bolsonaro talvez não se aguente muito tempo

A pergunta recorrente entre nós, espectadores do espetáculo produzido, dirigido e encenado por Jair Bolsonaro, é até quando o Brasil aguenta conviver com um presidente tão obviamente despreparado para o cargo. A questão de fundo, porém, talvez não seja essa, uma vez que o país já passou por muitas e péssimas, sobreviveu a todas e pode perfeitamente sobreviver a mais esta.

A dúvida é se, e até quando, Bolsonaro se aguenta sem perder a relevância e tornar-se um coadjuvante da cena política que, em tese e para todos os efeitos, deveria liderar. Da posição de autoridade primeira ele pode transitar para a condição de mero provocador diletante a quem não se dá maior importância devido à inconveniência e à exorbitância de suas palavras, gestos e decisões.

Isso se chama perda de substância, que é justamente para onde caminha o presidente cuja convicção é de que está certo. Ele disse recentemente ao jornal O Globo que nasceu assim, não vai mudar e não está minimamente preocupado “com 2022”, pois, se estivesse, “não daria essas declarações”. Ou seja, sabe da impropriedade daquilo que fala e, no entanto, persiste no erro.

A esse tipo de conduta dá-se o nome de ­burrice, embora ao presidente e a seu contingente de acólitos possa soar como autenticidade.

“O presidente quer fazer tudo do seu jeito, mas do jeito dele não dá certo”

Pode-se ser um autêntico estadista ou um autêntico cabeçudo. Questão de vocação, formação e personalidade. No caso de Bolsonaro, há um completo desconhecimento sobre desempenho de função pública. Qualquer uma, conforme atesta sua atuação parlamentar. Investido do figurino de “homem comum”, quer fazer tudo do seu jeito, mas do jeito dele não dá certo. Aliás, pode dar muito errado a depender dos prejuízos que o presidente ainda seja capaz de causar a si, à sociedade, à estabilidade institucional, ao estado de plenos direitos legais e aos preceitos da civilidade.

Por enquanto ninguém pensa em impeachment, embora o país possa vir a pensar, tantos são os flancos abertos pelo presidente. No momento seria um embate inútil por ausência de força política em condições objetivas e subjetivas de ocupar o lugar. Além disso, seria o tipo de caso que Bolsonaro adoraria enfrentar. Um ótimo motivo para distribuir sopapos verbais, excelente opor­tunidade para unir a tropa e uma chance para recuperar o apoio dos arrependidos ma non troppo.

Produzir conflitos no lugar de resultados de governo não enseja impedimento para exercer o cargo de chefe da nação, mas provoca isolamento, o equivalente ao degredo na política. As pessoas se afastam, os aliados se calam, os subordinados se retraem, os adversários se reúnem, as propostas do governo não prosperam no Congresso, as derrotas se avolumam no Judiciário, o ambiente na percepção externa se deteriora, as relações internacionais são dificultadas, tudo desanda e sai do eixo.

O primeiro sinal de que a conta chegou (ou não) será dado agora, com a volta do Congresso ao centro da cena que Bolsonaro ocupou da pior maneira possível no recesso.

Inspiração da jornalista Dora Kramer – Publicado na edição 2646 da Veja

————————————————-

Finalizando

“Você pode enganar algumas pessoas o tempo todo ou todas as pessoas durante algum tempo, mas você não pode enganar todas as pessoas o tempo todo”

Abraham Lincoln – foi um político norte-americano que serviu como o 16° presidente dos Estados Unidos

————————————————–

Chega de Corruptos e Corruptores

Se liga São Paulo

Acorda Brasil

SP – 03/08/2019


EM TEMPO: a versão em vídeo da Coluna do Fiori, excepcionalmente, não será publicada esta semana por conta de problemas técnicos com o equipamento de gravação.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: