Advertisements
Anúncios

Seguranças de Julio Brant sacam armas e ameaçam torcedores após novo desastre do Vasco da Gama

julio brant

Após mais um vexame histórico da gestão Roberto Dinamite, que rebaixou o Vasco da Gama à segunda divisão do Brasileirão duas vezes nos últimos cinco anos, a goleada sofrida, em casa, por cinco a zero perante o Avaí, que colocou o clube fora da zona de classificação dos que almejam o acesso, atos de pura violência aconteceram fora do estádio.

O principal deles, proporcionado por bandidos disfarçados de seguranças, todos PMs fazendo bico, ligados ao candidato Julio Brant, que é apoiado por Leonardo Gonçalves e Edmundo (todos na foto).

Ele e seu grupo foram cobrados, aos gritos, pelos anos de facilitação concedidos a gestão Dinamite, que, além de apequenar o clube, tratou de saqueá-lo, desviando dinheiro a paraísos fiscais e beneficiando parentes, como no caso da GENROTOUR.

Inconsequentes, os seguranças de Brant, sem contraordem do candidato, sacaram suas armas e ameaçaram os que se manifestavam no local.

Um risco de tragédia evidente, agravado pelo fato de que estes homens estavam armados, também, dentro do estádio.

Brant e seus apoiadores tem a obrigação de explicar o episódio, que nos remete ao períodos em que gangsters andavam cercados de jagunços, para o que der e vier, apesar de para a imprensa sempre posarem de bons moços, finos e educados.

EM TEMPO: oposição vascaína emite Nota Oficial sobre o episódio

A Arma Puxada pelos Amarelos do Brant

Hoje, na saída do estádio de São Januário, agentes armados que davam “proteção” aos partidários do candidato das papeletas amarelas, o senhor Julio Brant, sacaram armas ameaçando aqueles que protestavam contra a situação do clube, representada pelo referido candidato.

1 – Se os senhores que se vestem de papeletas amarelas precisam de proteção armada é porque não são de boa cepa.

2 – Os agentes estavam armados dentro do estádio, o que é proibido.

3 – A Polícia Militar costuma utilizar detector de metais na entrada do estádio. Das duas uma: ou não o fez hoje e foi negligente. Ou o fez, soube do fato e foi, então, conivente.

4 – A utilização de armas de fogo, seja como objeto de intimidação ou para uso efetivo, é algo que poderá causar uma tragédia ainda maior do que aquela pela qual o clube já passa.

5 – Se os responsáveis pela candidatura do senhor Brant vão manter tal ação nos próximos eventos, que se preparem para serem responsabilizados criminalmente pela opção

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: