Corinthians esquece de ídolos sem mídia

O descaso dos dirigentes corinthianos que, segundo a família, contribuiu para acelerar a morte do ídolo Russo demonstrou novamente que o clube, até para homenagear ex-ídolos, segue rezando na cartilha do Marketing.

Russo ficou vários meses implorando para que o Corinthians o ajudasse com R$ 900 para a realização de um exame que poderia ter salvado sua vida.

Fato semelhante ocorreu com outro ídolo do passado, Idário, em que até para o velório foi negada a ajuda.

Enquanto isso, gente como Marcelinho Carioca, de índole conhecida de todos, recebe todo o auxílio necessário para sua campanha política.

Mesmo a estátua erguida recentemente no Parque São Jorge, numa justa homenagem ao Dr. Sócrates, somente foi confeccionada levando em consideração a repercussão positiva do ato publicamente.

É a dura realidade de pessoas que se esquecem que o atual presente, e o futuro próximo, só foi possível devido a luta desses guerreiros do passado.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.