O bicheiro e o jornalista: documentos desmentem explicações de Jorge Kajuru

Publicamos hoje que, em vez da VITAPAN, outra empresa, a MC/MDM Consultoria Empresarial Ltda, efetuou as transferências bancárias para contas indicadas pelo jornalista Jorge Kajuru, que, segundo a Polícia Federal, tinham em média valores de R$ 80 mil.

Bem acima dos R$ 5 mil descritos pelo jornalista.

http://blogdopaulinho.com.br/2012/04/16/pagamento-a-kajuru-nao-saiu-do-caixa-da-vitapan/

Em suas respostas pelo twitter,  Kajuru afirma que recebeu os valores do bicheiro como forma de patrocínio para seu blog, por quatro meses, no ano de 2010.

Pois é.

O simples fato de dizer não saber que a VITAPAN pertencia a Cachoeira, quando até as árvores de Goiás tinham essa informação, no mínimo, são difíceis de acreditar, levando-se em consideração a fama de bem informado do jornalista.

Porém, os “equívocos” de Kajuru não param por ai.

Como explicar, se de fato os valores tivessem sido oriundos de um patrocínio em 2010, que suas ligações ao bicheiro, flagradas pela Policia Federal, ocorreram bem depois, em 2011 ?

Mais precisamente no dia 14 de abril de 2011, e, três meses após, no dia 15 de julho do mesmo ano.

Datas bem distantes do período informado pelo jornalista.

Nenhum delas, por sinal, feitas por intermediários, conforme documentação que republicamos logo abaixo.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.