Advertisements
Anúncios

Palmeiras tem que vencer

 

Hoje é dia de torcer pelo Palmeiras.

Que terá que golear o Real Potosi para que possa ter alguma chance na desumana altitude da partida de volta.

Vitória que servirá para comemorar a eleição de Belluzzo.

Uma não classificação para a próxima fase da Libertadores seria desastrosa para o clube.

E tornaria o inicio de trabalho do novo presidente muito difícil.

Conversei rapidamente com Belluzzo ontem.

Percebi que ele está bem ciente do desafio que o espera.

Sabe que a luta contra o sistema viciado existente no futebol não será fácil.

Continuaremos a conversa hoje, ao lado de Jorge Kajuru e Sócrates.

Em entrevista que será gravada e exibida posteriormente na TV Kajuru.

Depois disso, Belluzzo segue para o Parque Antártica.

Tomara que leve sorte ao Verdão.

Advertisements
Anúncios

Duas caras

Por MINO CARTA

http://www.blogdomino.com.br/

Sim, Luiz Eduardo Greenhalgh, advogado de Cesare Battisti, é o mesmo que também figura no exército de leguleios que amparam as ações de Daniel Dantas.

Poderia acrescentar o seguinte: Dantas é também aquele que entregou à Veja um dossiê falso sobre contas no exterior do presidente da República, do ex-diretor da PF e ex-diretor da Abin, Paulo Lacerda, do ex-ministro Marcio Thomaz Bastos, do senador Romeu Tuma.

Ou, por outra: Greenhalgh jura fidelidade petista enquanto recebe polpudos emolumentos de quem se esforça para abalar o próprio Lula.

Tem mais: Greenhalgh é o mesmo que se encontra às escondidas, em um hangar da TAM, com José Dirceu, para discutir o Caso Battisti.

Será que só falaram de Battisti?

Tricolor vence em Campinas

O São Paulo venceu o Guarani em Campinas.

Não assisti à partida, mas sei que também deixou a desejar.

Um gol contra, com a participação de Washington e outro de Hernanes definiram o marcador.

Jogar em Campinas, contra o Guarani, é sempre complicado.

Valeu pelos três pontos.

Vitória sofrida no Pacaembu

 

Mais uma vez o Corinthians venceu, mas não convenceu.

Fez uma partida sofrível contra o Botafogo e por pouco não sai com um resultado adverso.

Felipe salvou o Timão na primeira etapa com três defesas milagrosas.

O Corinthians abriu o marcador logo aos 3 minutos com Chicão convertendo pênalti infantil cometido por Jonilson.

Daí por diante só deu Botafogo.

Que foi prejudicado pela arbitragem aos 13 minutos, quando André Santos empurrou Branquinho dentro da área e o árbitro nada marcou.

Aos 31 minutos, em uma pintura de lance, Paulo Santos chapelou Willian, mas Felipe salvou.

O Corinthians torceu para a primeira etapa acabar.

No segundo tempo voltou um pouco melhor, mas bem abaixo das expectativas de uma equipe que realizou uma pré-temporada antecipada.

O Pacaembu vazio, graças a Luis Paulo Rosemberg, que está fazendo o torcedor pagar por sua incompetência, tentava apoiar a equipe.

Na verdade o Corinthians teve três lances isolados que merecem registro.

Aos 20 minutos, quando Diogo perdeu um gol impossível, dentro da pequena área.

Aos 38 minutos, quando o mesmo Diogo arriscou da intermediária e fez um belo gol.

E aos 40 minutos, em cabeçada de Cristian no travessão.

Deu para o gasto, mas é muito pouco, pela expectativa que foi criada antes do torneio.

Vergonha para a imprensa

 

Jorge Kajuru, Dr. Osmar de Oliveira, sua esposa e eu, estávamos, no ano anterior, em um barzinho de Moema, bairro de São Paulo, para o lançamento do livro “Condenado a Falar”.

“Paulinho, você tem razão. O Andrés rouba o Corinthians. A categoria de base é um nojo. Ele é dono do Coelho e de um monte de jogadores. Não vale nada.” Foram as palavras do Dr. Osmar em nossa mesa.

Meses depois ele foi agraciado pelo presidente corinthiano com a colocação de seu nome em um centro de recuperação de atletas.

Nunca mais criticou Andres Sanches.

Pior do que isso passou a defendê-lo.

Disse, recentemente, no programa Jogo Aberto, da BAND, que se soubesse de algo contra o presidente que tem medo, denunciaria.

Faltou com a verdade para com o seu publico.

Uma vergonha para a imprensa do Brasil.

Eles continuam roubando o Corinthians

 

A contratação do desconhecido atacante Lucas, pelo Corinthians, cheira muita mal.

O atleta jogou em 2008 pela equipe sub-20 do Ituano.

Foi inscrito no BID da CBF e está apto a jogar o Campeonato Paulista porque foi relacionado na lista de atletas corinthianos da Federação Paulista de Futebol.

O Lance! perguntou para o departamento de futebol do clube sobre o atleta e, para surpresa de todos, disseram que nada sabiam sobre essa transação.

Aconteceu o mesmo no departamento de futebol amador.

O desespero tomou conta da turma do Palmeirinha.

Mais uma negociata de atletas foi descoberta.

O tapete da corrupção foi levantado e a sujeira encontrada embaixo dele está difícil de limpar.

No final do dia, tentando explicar o inexplicável, apareceu uma justificativa de Andres Sanches, o presidente que tem medo.

Disse que recebeu o atleta de presente de duas empresas, Personal Sports e Pró Futebol Assessoria Ltda, que teriam pago a multa rescisória com o Ituano e “doado” 50% dos direitos para o Corinthians.

O ex-dono do Palmeirinha disse ainda que não avisou o departamento de futebol.

Evidente que não fala a verdade.

Antonio Carlos Zago é seu amigo de infância e sócio em diversas negociatas de atletas.

Eles se falam diariamente por telefone.

Impossível ele não ter tomado conhecimento de uma contratação de jogador para o seu departamento.

A incompetência é tão grande que até para mentir eles se enrolam.

Eles continuam corrompendo, com a conivência de dirigentes, delegados, desembargadores e de boa parte da imprensa, que finge não ver nada.

Sinto-me enojado de tudo isso.

andrestitio

*Aos freqüentadores de Orkut: Visitem as comunidades em que Debi & Loide, do movimento Fora Dualib, tentam blindar as falcatruas da atual diretoria corinthiana. É divertidíssimo. Criatividade sem limites, dificultada pelas novidades diárias proporcionadas pelos “palmeirinhas”. Haja imaginação…

 

União de gigantes

Vitor Birner revelou no CBN Esporte Clube que Juvenal Juvêncio, presidente do São Paulo, enviou um telegrama para Luiz Gonzaga Belluzzo desejando-lhe “êxito” na eleição.

Não fez o mesmo com Roberto Frizzo.

O que evidencia um claro apoio do São Paulo a sua eleição.

Sinal de que as coisas tendem a melhorar na relação entre os clubes.

A perna curta da mentira

Luiz Paulo Rosemberg anda sumido ultimamente.

Nem na BAND, que lhe chamava diariamente para a sessão de cumprimentos, quando da contratação de Ronaldo, tem dado as caras.

Deve estar com vergonha de tantas mentiras contadas nos últimos dias.

Os diversos balões de ensaio sobre os patrocínios o deixaram desconcertado.

O salário de Ronaldo vencendo, o dinheiro saindo e muito pouco entrando.

Nem a imprensa amiga do clube tem dado mais crédito a seus devaneios.

Rosemberg é considerado por gente graúda da política brasileira como alguém sem princípios morais definidos e que tem o costume de beijar as mãos de quem está no poder.

Sua passagem pelo Corinthians, lamentavelmente, não desmentiu essa informação.

Uma estrela se apaga

Robinho foi detido na Inglaterra sob a acusação de estupro.

Pagou fiança e foi liberado.

Lamentável o que o atleta tem feito com sua carreira.

Pior ainda, ao que parece, também está destruindo sua vida pessoal.

Vale lembrar que recentemente um vídeo em que ele aparece em companhia de Wagner Love e duas prostitutas foi amplamente divulgado pelo YouTube.

A verdade tem que ser apurada.

Se realmente for culpado de um crime tão desprezível torço para que seja preso por longo tempo.

Se for vitima de uma armação, que sua imagem receba a devida retratação.

Mas uma coisa é certa.

Quando procuramos confusão, em locais propícios a se fazer coisas erradas, invariavelmente conseguimos encontrá-la.

Talento tão grande para o futebol e cérebro tão pequeno para a vida.

Uma pena.

Noite de Lenny

Por JUCA KFOURI

http://blogdojuca.blog.uol.com.br/

O time do Palmeiras deu boas-vindas em grande estilo ao novo presidente do clube, Luiz Gonzaga Belluzo.

Ganhou bem do Marília por 3 a 0, com gols de Evandro, no primeiro tempo, e de Cleiton Xavier e Lenny no segundo.

E mereceu mais gols.

Lenny marcou seu primeiro gol com a camisa verde e fez uma bela partida, a terceira do Palmeiras no estadual, 100% no Paulistinha, numa noite em que choveu canivetes em Palestra Itália.

Negócios da turma do Palmeirinha

 

Meses atrás conversamos com Nenê do Posto, ex-diretor de futebol do Corinthians, na gestão de Andres Sanches.

A conversa foi publicada no blog do Birner, que selecionou os trechos que julgou relevantes para serem publicados.

Resolvi ouvir a gravação novamente e me deparei com uma parte importantíssima que não veio a publico.

Nela o ex-dirigente conta que André Campoy, testa de ferro do presidente corinthianos, realiza negócios com ele dentro de sua sala, no Parque São Jorge.

Fala sobre o atleta Coelho e diz ainda que Antonio Carlos e Mario Gobbi, diretor e vice de futebol, torcem o nariz para ele por não poderem fazer parte das negociações.

A turma do Palmeiras de Porto Ferreira, realmente, não perdeu o costume.

Confira abaixo.

 

Paulinho

“… deixa eu aproveitar a ligação para te perguntar uma coisa… o André Campoy e o Marcelo Djian… eu tenho a informação de que eles são “testas” do Andres em vários jogadores…

Nenê do Posto

O André tem várias contratações… o Coelho é dele…o Eduardo Ratinho, que está voltando, não deu certo lá…ele trás mesmo vários jogadores…

Como ele faz negócio com o Andres direto, Paulinho, é complicado… a gente não sabe o que está sendo feito…

Todo jogador que o André Campoy… faz o seguinte…tudo que eu te falar você pode publicar…

O André (Campoy) sobe lá para fazer negócio… eu gosto muito dele…é um cara legal, mas é um profissional da área e tem que ver o lado dele… vai da pessoa que está fazendo negócio aceitar ou não…

Ele vai lá em cima e negocia com o Andres direto…

Inclusive o Antonio Carlos ficava pxxxx, não vai com a cara do André… eles não gostam…ele e o Mário (Gobbi), porque o Campoy não negocia com eles, só com o Andres…é uma briga do caramba…eu ouvia muito isso ai lá…

Paulinho

Esse caso do Coelho, o que me falam é que ele (Coelho) era do Jaça… ele tinha uma dívida com o Andres  e passou o passe do Coelho para ele…

Nenê do Posto

É… pode ser…

Isso daí eles mentem… toda vez que a gente ouve falar eles ficam pxxxx e tal…

Mas alguma coisa tem, porque o Coelho tem muita amizade com o Andres… sabe, é uma amizade diferente de atleta para dirigente….

Paulinho

Claro… claro…

Belluzzo é o presidente do Palmeiras

O Palmeiras viveu ontem um dia histórico.

Por 145 votos a 123 a honestidade venceu a corrupção.

Luiz Gonzaga Belluzzo é o novo presidente do Palmeiras.

Que tem tudo para trilhar caminhos de modernidade nunca antes vistos pelo clube.

A vitória de Belluzzo é daquelas que nos fazem acreditar que as coisas no mundo do futebol podem ainda ter jeito.

É a derrota da malandragem, dos corruptos de carteirinha e daqueles que utilizam-se do futebol como meio de enriquecimento.

Belluzzo, além da capacidade mundialmente reconhecida, é um homem de princípios éticos inquestionáveis.

Raridade nos dias de hoje.

Em um meio dominado por Teixeiras, Sanches e Mirandas, a vitória de Belluzzo deve ser comemorada com muita alegria.

Sua responsabilidade ultrapassa os muros do Parque Antártica.

Significa uma mudança de conceitos que pode e deve ser copiada nos clubes que desejam trilhar por caminhos diferentes do que se vê por ai.

Que o exemplo seja seguido.

A crise e o futebol

Por ROQUE CITADINI

http://blogdocitadini.blog.uol.com.br/

O tsunami financeiro, que vem abatendo empresas, bancos, investidores, famílias, e tudo mais, nos últimos meses, como era previsto, já atinge também o futebol. Fiquemos aqui com os nossos problemas, já que os clubes europeus vivem uma crise maior.

Agora mesmo, na renovação dos contratos de publicidade dos clubes, estes problemas aparecem de forma intensa. O São Paulo foi o primeiro a sentir o drama, pois recebeu a proposta de renovação com a LG com valores “próximos”, ou até piores do que os do contrato que estava vencendo. Ficou indignado, anunciou que não aceitaria, mas, após 24 horas, esqueceu-se das bravatas e resolveu renovar rapidinho com os coreanos. O Palmeiras vinha de uma negociação antiga, tratando logo de fechar seu contrato, e divulgando que ele era extraordinário, embora fosse modesto.

O Corinthians neste caso é um pouco mais complicado. Primeiro porque a empresa que estava fazendo publicidade decidiu abandonar o Clube. Segundo, porque o setor de marketing alvinegro passou a acreditar que faria qualquer milagre e conseguiria um grande contrato, mesmo com a situação adversa do mercado financeiro.

O que temos visto, em realidade, nos últimos dois meses é uma sequência interminável de citação de empresas, como que “na iminência de assinar com o Clube”. É até desgastante para todos citar os quase 20 nomes que foram vazados pelo marketing como estando “99% confirmados”, “em 24 horas vão assinar”, “está tudo certo”. O pior é que o mesmo marketing que vaza tais notícias para a imprensa, passa a acreditar em sua veracidade. Embora tudo isso tenha gerado uma desconfortável situação, aliás poucas vezes vista, de assessores de empresas divulgando notas desmentindo negociações com o Corinthians. E neste mundo quase virtual de negócios, chegamos a ter espaventosa nota em que o Clube diz que estava “99% acertado” com um Banco, até que a instituição financeira descobriu que pelo seu estatuto não poderia anunciar em clubes.

Mas ainda que o nosso marketing fosse discreto, eficientíssimo, dedicado, nada disso elimina o fato de que teríamos grandes dificuldades para encontrar empresas dispostas a fazer grandes investimentos publicitários no futebol, nas circunstâncias atuais.

Não é, e nem será desabonador para o Corinthians que faça um contrato próximo das condições do anterior. Até diria que não chega a surpreender que o Clube tenha que aceitar contrato por valor menor. Esta é a realidade atual da economia e do mercado. Melhor um contrato que respeite as condições do mercado do que ficarmos alimentando notícias de contratos virtuais, que não se materializarão.

 

A crise e os mitos

 

O brutal tsunami financeiro, que vem atingindo o mundo todo, vem destruindo empresas, fortunas, bancos etc, mas, principalmente vem demolindo mitos.

Soa quase como uma piada a mais importante frase gerada por economistas americanos de que “no capitalismo não há almoço grátis”. Estamos vendo, agora, os Governos em situação de desespero, liberando bilhões para Bancos, seguradoras e montadoras de veículos. O que é pior é que o socorro não é local, mas mundial, não se limitando a uma só área, mas abrangendo quase todas. Outros mitos construídos pelos EUA vêm-se destruindo, como os mitos da eficiência do mercado, da seriedade dos negócios, de que, com o Estado longe, o mercado trabalha melhor, e, principalmente, o mito de que a liberdade individual, que gera a ganância pelo progresso, é que move o desenvolvimento da humanidade.

Não sei quantos autores devem estar pensando em recolher seus livros sobre teses econômicas, mas creio que especialmente os economistas deveriam ser mais ponderados em suas afirmações bombásticas. Lembremos, por último, um mito, sempre vendido no Brasil, e no mundo, de que o governo não deve imprimir dinheiro sem riqueza que o garanta.

Neste momento em toda a humanidade, em todo o planeta, as máquinas das Casas da Moeda estão imprimindo dinheiro sem qualquer lastro para suprir a bolsa dos ricos.

Enterrada !

Do blog do JUCA

http://blogdojuca.blog.uol.com.br/

Fw: Homenagem 50 anos

De:

Amaury Pasos Adicionar contato amaury@esbelt.com.br 

Para:

Juca Kfouri Adicionar contato jucakfouri@uol.com.br 

Assunto:

Fw: Homenagem 50 anos

Data:

26/01/2009 18:25

Prezado Juca, para seu conhecimento transmito o sentimento dos campeãoes de 1959 ( os vivos….), de mensagem que enviei ao presidente da CBB, o Grego.

Grande abraço do

 

Amaury

—– Original Message —–

From: Amaury Pasos

To: presidente@cbb.com.br

Sent: Monday, January 26, 2009 6:22 PM

Subject: Homenagem 50 anos

 

 Grego,  tenho a absoluta certeza de estar interpretando o sentimento da maioria dos remanescentes da equipe que conquistou  o campeonato mundial de 1959, ao enviar a você sentimentos de repúdio pela  absoluta nenhuma manifestação, por parte da C.B.B.,  pela passagem do cinquentenário do evento, que se completa neste mês de janeiro. 

Talvez você esteja esperando completarem-se 100 anos, por ser uma data mais significativa, mas observo que dificilmente você encontrará naquela ocasião alguém que possa ser homenageado, com sua exceção, de vez que os iguais a você se perpetuam.

Contudo, ressalto que promoverei uma homenagem aos outros cinco integrantes da equipe num jantar, ao qual convidarei tambem a imprensa e onde expressarei todo meu pesar e desagrado em relação à sua pessoa.

 

Atenciosamente

 

São Paulo, 26 de janeiro de 2009.

   

Amaury Pasos, signatário da presente.

Wlamir Marques

Jatyr E. Schall

Edson Bispo dos Santos

Pedro Vicente Fonseca

deixo de incluir o nome do Waldir Boccardo pois não conseguí contato.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: