Advertisements
Blog do Paulinho

Coluna do Fiori

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADE

Fiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.brEmail:caminhodasideias@superig.com.br

apito limpo

“No Brasil o desrespeito às leis é um fato incontestável”

Walmir Celso Koppe: Pensador

————————————

O contínuo desrespeito do Juris171 ao Estatuto SAFESP

Estramos no quinto mês do ano corrente, repetindo o que fizera ano passado; nada de convocar assembleia para prestação de contas atinente ano 2021

Inerente ao atual contrato da OAB para o SAFESP

Solicito a entidade contratante verificar da contratada a regularidade fiscal e possível dívida para com a prefeitura de cidade de São Paulo

———————————-

5ª Rodada da Série A do Brasileirão 2022

Sábado 07/05

Atlético-MG 1 x 2 América-MG

Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (FIFA- GO)

VAR

Pablo Ramon Goncalves Pinheiro (RN)

Item Técnico

1º – Acertou de pronto ao determinar a marca da cal favorável à equipe do América, no instante que Allan defensor atleticano fez uso dos braços para segurar oponente;

Penalidade

Batida por Maidana, findada: no fundo da rede resultando no gol de aberturado placar.

2º – Apoiou a correta sinalização do assistente 01: Bruno Raphael Pires (FIFA-GO) referente posição de impedimento do atleticano Ademir no momento que pegou e mandou à redonda profundo da rede.

3º – No ato que o atleticano Nacho Fernandes pegou rebote da bola no poste direito do goleiro oponente e a mandou profundo da rede, árbitro acompanhou a sinalização de impedimento vinda do assistente 02: Fábio Pereira (TO); fato consertado pelo VAR que a distância sugeriu gol legal.

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 04 para defensores do Galo e 04 para defensores do Coelho

Vermelho: Felipe Azevedo defensor do América por ter sido advertido com segundo amarelo

Domingo 08/05

Palmeiras 1 x 1 Fluminense

Árbitro: Savio Pereira Sampaio (FIFA-DF)

VAR

Rafael Traci (SC)

Item Técnico

Acertou determinando segue o jogo quando da tentativa de cavar penalidade máxima promovida pelo palmeirense Roni na disputa com Vitor, o goleiro atleticano.

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 03 para alviverdes e 03 para tricolores das laranjeiras, incluso técnico Fernando Diniz Silva

Vermelho: Correto direcionado ao indisciplinadíssimo Joao Miguel Barreto Martins auxiliar técnico palmeirense que em uma contenda cuspiu na direção da equipe de arbitragem

Red Bull Bragantino 0 x 1 Corinthians

Árbitro: Raphael Claus (FIFA-SP)

VAR

Daiane Caroline Muniz dos Santos (FIFA-SP)

Item Técnico

Árbitro e assistentes desenvolveram trabalho aceitável

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 01 para defensores do Massa Bruta e 02 para Mosqueteiros


Confira abaixo o programa “COLUNA DO FIORI”, desta semana.

Nele, o ex-árbitro comenta assuntos, por vezes, distintos do que são colocados nesta versão escrita

*Não serão liberados comentários na Coluna do Fiori devido a ataques gratuitos e pessoais de gente que se sente incomodada com as verdades colocadas pelo colunista, e sequer possuem coragem de se identificar, embora saibamos bem a quais grupos representam.


Política

A esperança não decepciona

Em oportuna mensagem, CNBB diz que ‘Brasil não vai bem’, mas destaca que a crise ética, econômica, social e política só será superada por meio do diálogo e da cultura do encontro

Por dois anos o mundo esteve em transe. As pessoas foram obrigadas a se isolar umas das outras para lutar uma guerra contra um inimigo invisível, enquanto eram bombardeadas por estatísticas que escancaravam a fragilidade da vida. O clima de ressurreição de 2022 foi turvado pela guerra na Europa. A morte de seres humanos por seres humanos, a fome que se alastra no globo e os riscos de uma hecatombe nuclear são novos lembretes dos pecados mortais, o egoísmo, a soberba, que aviltam a humanidade. O Brasil, em particular, se prepara para um pleito que pode definir os destinos de uma geração.

É nesse cenário que a Assembleia-Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) evoca uma “mensagem de fé, esperança e corajoso compromisso com a vida e o Brasil”.

“Enche o nosso coração de alegria perceber a explosão de solidariedade, que tem marcado todo o País na luta pela superação do flagelo sanitário e social da Covid-19.” Com efeito, durante a pandemia as ações solidárias bateram recordes extraordinários. Relembrá-las é relevante, porque a emergência sanitária está oficialmente em seu fim, mas suas sequelas socioeconômicas perdurarão por anos. Em descompasso com suas tradições cristãs, o histórico de solidariedade e filantropia na nação brasileira é comparativamente medíocre.

“A grave crise sanitária encontrou nosso País envolto numa complexa e sistêmica crise ética, econômica, social e política”, aponta a Mensagem ao Povo Brasileiro. “A Covid-19, antes de ser responsável, acentuou todas essas crises, potencializando-as, especialmente na vida dos mais pobres e marginalizados.”

Os bispos conclamam “a sociedade brasileira a participar das eleições e a votar com consciência e responsabilidade” na “luta pela justiça e pela paz”. Fome, dilapidação dos ecossistemas, desrespeito aos direitos dos indígenas e violência são algumas das trincheiras dessa luta.

Por um aparente paradoxo, o bom combate só será vencido por meio “do diálogo e da cultura do encontro”. A degradação deles torna o quadro atual “gravíssimo”. “A lógica do confronto que ameaça o estado democrático de direito e suas instituições, transforma adversários em inimigos, desmonta conquistas e direitos consolidados, fomenta o ódio nas redes sociais, deteriora o tecido social e desvia o foco dos desafios fundamentais a serem enfrentados.”

Os bispos alertam para as “tentativas de ruptura da ordem institucional” que buscam desmoralizar a lisura das eleições. “Tumultuar o processo político, fomentar o caos e estimular ações autoritárias não são, em definitivo, projeto de interesse do povo brasileiro.”

A Mensagem adverte para duas ameaças em especial. Uma é a disseminação de fake news. “Carregando em si o perigoso potencial de manipular consciências, elas modificam a vontade popular, afrontam a democracia e viabilizam, fraudulentamente, projetos orquestrados de poder.” A outra é a manipulação religiosa, protagonizada tanto por autoridades políticas como religiosas, “que coloca em prática um projeto de poder sem afinidade com os valores do Evangelho de Jesus Cristo”.

É inevitável relembrar episódios até há pouco estranhos à cultura política nacional, como a indicação de magistrados e ministros condicionada à sua confissão de fé, privilégios a congregações e seus braços empresariais, pastores traficando verbas em troca de ouro, deputados usando a Bíblia para justificar o armamentismo, proselitismo eleitoral em cultos ou slogans de campanha tomando o nome de Deus em vão.

Oportunamente, os bispos reafirmaram a laicidade constitucional do Estado. “A autonomia e independência em relação ao religioso são valores adquiridos e reconhecidos pela Igreja e fazem parte do patrimônio da civilização ocidental.”

Sem renunciar ao coração da Mensagem, gravado em sua epígrafe – “A esperança não decepciona” (Rm 5,5) –, os bispos admitem que “o Brasil não vai bem”. E uma das principais razões é que lideranças políticas e religiosas vêm atribuindo a César o que é de Deus e a Deus o que é de César. Que os brasileiros se valham das urnas para separar o joio do trigo.

Publicado no Estadão do dia 12 de Março do ano 2022

————————————–

Finalizando

“Vivemos num Estado laico, isto é, as autoridades religiosas não fazem parte da regulação da vida pública. O direito é responsabilidade do poder público”

Sir Hob

———————————

Chega de Corruptos e Corruptores

Se liga São Paulo

Acorda Brasil

SP-14/05/2022

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: