Advertisements

Andres Sanches traiu Bolsonaro para obrigar Globo a citar ‘naming-rights’ da Arena

Marcelo Campos Pinto (Globo), Andres Sanches e Ricardo Teixeira

Em 18 de julho, o presidente do Corinthians, Andres Sanches, através do twitter, expressou apoio à MP do mandante, arbitrariedade cometida pelo presidente Jair Bolsonaro em afronta à Rede Globo, que, até então, negociava os direitos de tv em acordo coletivo com as agremiações.

Menos de dois meses após, o cartola alvinegro retirou o apoio, que havia formalizado em nome do clube, aderindo ao Movimento ‘Futebol Mais Livre’.

Coincidentemente, em meio a esse período, o Corinthians se acertou com a Globo, que passou, de maneira inédita, a citar o nome da empresa que comprou os ‘naming-rigths’ do estádio de Itaquera.

Um mais um é igual a dois.

A ideologia de Sanches, de fato, é bem flexível.

De grande amigo e apoiador de Lula – foi eleito deputado federal pelo PT, o cartola votou em Bolsonaro nas últimas eleições.

Ao que parece, agora, seu coração está livre para encontrar, na política, um novo e conveniente amor.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: