Advertisements

Ogro da Mancha Verde, enfim, merece elogios

O Blog do Paulinho é crítico de quase todas as condutas públicas de Paulo Serdan, presidente de ‘honra’ da Mancha Verde.

Razões não faltam para tal.

Porém, de maneira surpreendente, encontramos motivo para, enfim, elogiá-lo.

E os leitores deste espaço sabem bem o quão raro são os elogios por aqui.

Diante do contexto, o ‘mea-culpa’ de Serdan, admitindo ter revisto uma avaliação preconceituosa contra a intérprete de samba Frazzi Brasil, é digno de nota:

“Eu gosto da Grazzi cantando, mas eu acho que pra ele ser a voz principal, não me agrada”

“Tive que fazer uma mea culpa, porque quando recebi o samba, eu estava sentado na minha sala e não cheguei a ouvir ele inteiro”

“Eu tive que fazer uma auto-reflexão e um exercício para entender que como presidente da escola, eu teria que ouvir todos os sambas da mesma maneira”

“E aí todo dia que eu ia tomar banho, eu ouvia os sambas, aí o samba começou a entrar na minha cabeça e eu gostei muito do samba”

“Eu sou um cara que eu sofri preconceito a minha vida inteira e eu peço até desculpa para Grazzi, porque eu tive preconceito, não maldoso, mas é porque aquela coisa de achar que meu estilo é o Fredy (intérprete oficial da Mancha)”

“E aí eu tive que respirar, baixar, ter humildade e entender que eu estava errado”

O mundo mudou e se até um ogro como Serdan, nesse caso específico – ressalte-se, não apenas entendeu isso, como pediu desculpas públicas sobre seus preconceitos, é a prova provada de que existe possibilidade de salvação na sociedade.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: