Advertisements
Anúncios

A ‘chantagem’ do BMG ao torcedor do Corinthians

Desde que anunciado o novo uniforme do Corinthians, que objetiva homenagear o primeiro título brasileiro do Timão, foi grande a aceitação do torcedor.

De fato, a Nike acertou no modelo.

Para deixá-lo ainda mais bonito, a sugestão da maioria, diante da necessidade de colocação dos logos de anunciantes, foi a de que o banco BMG concordasse em inserir sua marca nas cores preto e branco.

A empresa não soube trabalhar a questão.

O BMG, afamado ‘Banco do Mensalão’, condicionou a mudança à abertura de cinquenta mil contas bancárias de torcedores.

Um tiro no pé.

Os consumidores sentiram-se chantageados e passaram a detonar a iniciativa nas mídias sociais.

A diretoria do Corinthians, em vez de pressionar pela mudança – que já ocorreu com anunciantes bem mais relevantes no passado – divulgou tímido pedido à respeito, talvez porque não possa bater de frente com um grupo de empresários que, nos últimos anos, tem ajudado a resolver a vida financeira da cartolagem e tornou-se credor de empréstimos diversos do clube de Parque São Jorge.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

2 comentários em “A ‘chantagem’ do BMG ao torcedor do Corinthians”

  1. Que chantagem? Assim como clubes entidades privadas também logos e cores. Se um clube quer o patrocinio e o patrocinador paga ao clube nada mais justo que estamos sua marca.
    Agora se houve um pedido do clube para mudar as cores do patrocinador, o patrocinador também tem o direito de pedir que como te seus produtos, neste caso o clube quebrou primeiro o protocolo e o patrocinador usou o business. Toma lá, da cá. Qual o problema? Pare de enxergar como torcedor e olhe de modo mais profissional.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: