Advertisements

As máscaras caem…

Da FOLHA

Por PAOLA MINOPRIO

Ministro da Educação plagiou trechos de outros autores na sua dissertação

Na França, o ensino, a pesquisa científica e a inovação são indissociáveis e estão sob a tutela de um mesmo ministério, o Mesri (Ministério do Ensino, da Pesquisa e da Inovação).

No Brasil, este princípio foi previsto na Constituição de 1988, mas o ensino e a pesquisa encontram-se em ministérios distintos, por um lado o da Educação e, por outro lado, o da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicação (MCTIC).

Esta dicotomia não se observa nas universidades, onde a formação acadêmica, ainda bem, não é dissociada da geração e da produção de conhecimentos.

O governo francês se orgulha de o orçamento da pesquisa científica ser sagrado e não poder ser reduzido. Só em 2020, ele aumentou R$ 3 milhões, alcançando R$ 42 bilhões. Outros R$ 12 bilhões foram vinculados ao aeroespacial e R$ 81 bilhões exclusivamente para a educação.

Estes valores confrontados aos meros R$ 11,8 bilhões do orçamento do MCTIC inteiro são humilhantes! Enquanto a força-tarefa europeia de combate à Covid-19 fez os países do bloco disponibilizarem orçamentos suplementares para a pesquisa científica em busca de vacinas e medicamentos, o recente edital do Conselho Nacional de Pesquisa brasileiro não contemplou todos os projetos com mérito científico por falta de recursos.

Hoje, no Brasil, vários doutorandos estão sem bolsas e pesquisadores, sem dinheiro, reunidos em centros de excelência para desatar o nó criado pelo coronavírus. O Brasil é mesmo um país surreal! Após a saída bombástica do ex-ministro da Educação, exonerado, a nomeação de seu substituto foi esperada com atenção redobrada pela sociedade civil.

Entretanto, de imprevisto e sem influência de gurus, um acadêmico foi indicado pela ala militar, considerada a mais moderada do governo.

Surpreendentemente, no meio de tanta bagunça, o professor carioca, primeiro negro a assumir um ministério, foi apresentado ao povo brasileiro como possuidor de um doutorado pela Universidade Nacional de Rosário, na Argentina, e pós-doutorado pela Universidade de Wuppertal, na Alemanha. Em poucas horas se descobriu que apesar desse currículo, o ministro nunca havia pesquisado sobre políticas públicas na área de educação…

Cabe aqui a citação de Lúcios Sêneca, filósofo do Império Romano: “Ninguém pode usar máscara por muito tempo”.

Não, não quero contextualizar com o caso do médico que espalhava fake news nas redes sociais sobre o uso de máscaras fazer mal à saúde, mas ao fato de que ninguém consegue sustentar para sempre uma mentira.

A máscara caiu para o ministro e, uma vez mais, para o governo. O ministro brasileiro da Educação plagiou trechos de outros autores na sua dissertação de mestrado e pode nem ter feito pós-doutorado, pois descobriu-se que nem tese de doutorado tem!

Decididamente, que governo é este? Que exemplo dará para os nossos jovens se o mérito científico é insuficiente para garantir verba do Estado para a ciência, se não citar bibliografia é considerado falha técnica e se obter créditos na pós-graduação já garante o uso do título de doutor, mesmo se houver reprovação na defesa de tese?

Enfim, é chocante constatar que o MEC estará administrando R$ 141,8 bilhões, quantia que representa quase o dobro do orçamento destinado ao ensino francês, quando ainda no Brasil a educação, a ciência e a ética, aparentemente, não parecem ser prioridades!

Se não bastasse o Brasil ter a pior estratégia de controle sanitário de uma pandemia, mostramos ao mundo a desmoralização de nossas autoridades, o cansaço e o descrédito de cientistas, a falta de coordenação e a leviandade do poder central e… uma infinita tristeza.

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “As máscaras caem…”

  1. Militar odeia ciência e sabedoria. A lei do quartel é não ter razão. Alguns militares são cultos, mas são uma minoria. Esse governo é um caos. #civis no poder.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: