Advertisements
Anúncios

Quem será o Mengele brasileiro?

O ministro Nelson Teich, que não é propriamente um sujeito equilibrado e de boas idéias, acaba de pedir demissão do sanatório Bolsonaro.

Nem ele, assim como ocorreu com os antecessores, aguentou tamanha insanidade.

Possuir caráter flexível e estômago de avestruz é pré-requisito básico para participar desse grupo que assombra o país, porém, nem todos conseguem suportar o fétido odor de tamanha indecência.

Existem limites até para alguns canalhas.

Sim, porque, nessa altura do campeonato, não existem santos aderindo a essa gente.

Resta saber quem será o próximo a aceitar a tarefa de servir de caixa de ressonância, sem direito ao contraditório, para as ideias genocidas do presidente.

Há de ser alguém com o perfil de Josef Mengele, carrasco nazista que fazia testes macabros em seres humanos na 2ª grande guerra, incapaz de sentir compaixão pelo ser-humano, preparado para ser desfrutado por Bolsonaro como ‘arma’ estratégica no extermínio da população.

De preferência, pobres, pretos, idosos, etc.

Seja quem for a figura a ser empossada nas próximas horas, terá, em primeiro momento, concordado com as imoralidades – assim como os demais – restando saber se possuirá, também, o ímpeto da cumplicidade na prática explícita de crimes contra a humanidade.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

2 comentários em “Quem será o Mengele brasileiro?”

  1. Bolsonaro age como se fosse um moleque de 13 anos de idade. Nunca vi uma coisa tão ridícula como esse governo desse maluco, xarope. Eu não quero ficar doente, e eu não suporto mais o confinamento. Só um povo ignorante, ingenuo, palhaço e mal intencionado para ter votado nesse cafageste.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: