Advertisements
Anúncios

Clubes tentam minimizar perdas, mas atletas permanecem egoistas

Os atletas mais bem pagos do futebol brasileiro relutam contra medidas que deverão ser tomada por seus clubes nos próximos dias.

Redução salarial de 25% e férias antecipadas.

Boa parte deles diz que o desfalque inviabilizará compromissos assumidos, previamente, para sobrevivência.

Obviamente, salvo raras exceções, trata-se mais de choro do que verdade.

Sem arrecadações relevantes, ao menos, pelos próximos dois meses, em meio a pandemia do coronavírus, os clubes não encontram alternativa se não a de reduzir seus custos mais expressivos.

Toda a população mundial terá que apertar o cinto daqui por diante.

Cabe aos atletas entenderem a situação e escolher se preferem receber 25% a menos, mas em dia, ou enfiar a faca na garganta dos clubes, prejudicando, talvez, em efeito dominó, não apenas seus acordos vigentes, mas também o recebimento de salários dos funcionários mais necessitados.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

1 comentário em “Clubes tentam minimizar perdas, mas atletas permanecem egoistas”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: