Botafogo é uma empresa que já nasce falida

O Botafogo, em clima de desespero, aprovou a migração do clube para ‘empresa’, apoiado na nova regulamentação que teve participação decisiva do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, na confecção.

Botafoguense a ponto de ser tratado pela Polícia Federal como tal, o parlamentar deixou de lado propostas melhores para favorecer o clube de coração em detrimento da decência, do dinheiro público e das demais agremiações.

A tão esperada transformação de clubes em empresas transformou-se em mais assistencialismo aos devedores, que já foram beneficiadas com dezenas de ajudas, sem jamais cumprirem as determinações ajustadas.

Com a mudança de status, o Glorioso parcelará uma dívida que supera R$ 1 bilhão.

Basta verificar a receita do clube ao longo dos anos e perceber que, mesmo se não houvesse despesa alguma a ser quitada, não existe potencial para resolver este problema sem criar outros, principalmente pela necessidade de, para seguir existindo, manter equipe de futebol competitiva, coisa que o Botafogo desconhece desde os 60 e 70 (com exceção ao time de Túlio Maravilha, na década de 90).

Sem torcida relevante, com arrecadações pífias e dirigentes, quando não incompetentes, assaltantes, o Fogão é um ‘morto-vivo’ do esporte à espera do milagre da ressurreição, que lhe é ofertada por Rodrigo Maia, mas, ao final, seguirá o rumo das fracassadas tentativas anteriores.


EXTRATO DAS DÍVIDAS DO BOTAFOGO

Calotes em impostos (parcelados) R$ 318.7 milhões
Dívida financeira R$ 154.5 milhões
Acordos a pagar (cível, trabalhista e outros) R$ 127.5 milhões
Calote em comissão de intermediários de jogadores R$ 27 milhões
Obrigações tributárias R$ 33 milhões
Salários atrasados (incluído direito de imagem) R$ 25,7 milhões
Contas a pagar R$ 11,8 milhões
Contingências (1) R$ 82,4 milhões
Passivo adicional R$ 230,5 milhões
Facebook Comments
Advertisements

2 Replies to “Botafogo é uma empresa que já nasce falida”

  1. Bem que eu estou achando estranho que mais nenhum outro clube parece interessado nessa empreitada feita pelo Botafogo.

    Acredito que os demais grandes clubes não estão interessados no modelo que o Botafogo implantou ou os demais clubes esperarão o resultado do modelo Botafogo para ver se com o tempo irão fazer o mesmo.

  2. Mesmo não sendo Botafoguense não vejo graça na sua extinção. Isso terá um efeito cascata: Vasco, Cruzeiro, Atlético MG e Fluminense podem ir a reboque e o interior de SP invadir o campeonato brasileiro, com os seus times equilibrados financeiramente e sem torcida.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.