Advertisements

Números do ‘Fiel Torcedor’ exemplificam estrago da gestão esportiva do Corinthians

Desde que assumiu a presidência do Corinthians, Andres Sanches instaurou na gestão esportiva do clube uma espécie de ‘balcão de negócios’, em que a prioridade, antes das conquistas de títulos, era a de favorecer agentes de atletas e seus dirigentes coligados.

Por conta da grandeza alvinegra e dos recursos provenientes de sua marca, o Timão, em meio a centenas de jogadores contratados, conseguia montar equipes competitivas.

Era o ruim parecendo bom por conta dos troféus levantados.

No meio do caminho surgiu a oportunidade da construção de um estádio e, em vez de favorecer o clube, Sanches realizou um negócio em que somente os denunciados pela Polícia Federal parecem ter se dado bem.

A má condução do contrato levou o Corinthians a uma situação financeira complicada, limitadora de investimentos no futebol.

Diante desse quadro, em vez de utilizar o dinheiro para contratar apenas jogadores com alguma qualidade, o presidente alvinegro, temerariamente, seguiu com a política anterior, sem, porém, o respaldo financeiro de outrora.

Deu no que deu.

Há tempos o Corinthians não monta um time competitivo e se engana com vitórias em Campeonatos Paulistas.

A péssima representação esportiva acabou por desmotivar o torcedor, que, apesar da fama de ‘Fiel’, não é trouxa, nem tem dinheiro sobrando para gastar.

Os números do ‘Fiel Torcedor’, plano de fidelidade para adeptos do Timão, são esclarecedores.

Se antes, quase 200 mil ajudavam a pagar a Arena de Itaquera, apesar de 50% dos recursos preencherem os bolsos da OMNI, empresa ligada ao presidente do clube, hoje os inadimplentes, certamente descontentes com o time, superam os que pagam os planos em dia.

Dos 194.648 sócios do Fiel Torcedor, 120.225 não pagam mais a mensalidade.

62% é o índice de calote.

Dentre tantas coisas erradas realizadas pela gestão ‘Renovação e Transparência’ no Parque São Jorge, o Fiel Torcedor, talvez das poucas iniciativas, verdadeiramente, exitosas do período (apesar dos desvios de conduta em torno do negócio), não pode mais ser tratada dessa maneira, vítima que é da ganância de seus próprios criadores.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: