Advertisements
Anúncios

Vila Belmiro está penhorada para pagar negócio suspeito do Santos

Por decisão judicial, o Santos terá que quitar R$ 2,2 milhões (sem contar despesas processuais) com a FK Sports Agenciamento, que sub-rogou direitos de crédito da Quantum – localizada no paraíso fiscal de Malta, empresa que firmou estranho contrato de intermediação para que o clube de Vila Belmiro recebesse R$ 33 milhões do “mecanismo de solidariedade”, referentes a 5% sobre a transação de Neymar para o PSG.

A ‘obra” foi assinada pelo então presidente Modesto Roma Junior.

O comportamento gera estranheza por tratar-se de um direito óbvio (o não pagamento geraria sanções da FIFA) e que poderia ser resolvido pelo próprio departamento jurídico alvinegro, sem a necessidade de utilização de intermediários.

No clube, desconfia-se que Modesto Roma teria utilizado a Quantum e a FK como “laranjas” para que o próprio pudesse embolsar a quantia.

Dentro do mesmo despacho, que obriga o Peixe a honrar com este compromisso, a Justiça negou pedido para bloquear o dinheiro referente à venda de Rodrygo para o Real Madrid.

Intimado, o Santos, desta vez através do presidente José Carlos Peres, ofereceu o estádio da Vila Belmiro à penhora, até que a dívida fosse resolvida.

A Justiça concordou.

Mais um capítulo vergonhoso da vida santista, gerado por negócios suspeitos e dirigentes descompromissados com o clube.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: