Advertisements
Anúncios

As ligações entre Treze/PB, CBF e interventor da Federação Paraibana

Michelle Ramalho

O Blog do Paulinho revelou, ontem, relatório pericial indicando que o pedido de liminar, originário do Treze/PB, embasador da nomeação de interventor na Federação Paraibana de Futebol, foi impetrado com falsificação de assinatura do presidente do clube, o que, em tese, tornariam nulas todas as decisões do STJD sobre o assunto.

Aparentemente, a correria do clube para ingressar na Justiça à época dos fatos, provável geradora do erro, se deu por pressão da CBF, que estaria temerosa com a possibilidade de ser flagrada em conluio ilícito com dirigentes anteriores da entidade.

Para saber detalhes, clique no link a seguir:

Perícia revela que assinatura do presidente do Treze, em documento que embasou golpe na Federação Paraibana, era falsificada

Horas depois da publicação, diante da enorme repercussão, o Treze emitiu Nota Oficial tratando a postagem, amplamente documentada, como “fake news”, mas não apresentou o presidente do clube para prestar esclarecimentos (o Blog do Paulinho enviou email, mas não obteve resposta).

A sinergia e provável cooperação da equipe paraibana com a CBF, neste caso, não vem de agora.

Em 2016, a advogada Michelle Ramalho, atuante no Treze, foi indicada ao cargo de auditora do STJD pelo então presidente da CBF, Marco Polo Del Nero, com quem, à ocasião, manteria estreitíssima relação.

O fato gerou grande indignação entre os clubes paraibanos, entre os quais o Campinense, com direito a declaração do presidente Willian Simões:

“A indicação já vem com a marca do PSDB  (que teria solicitado a De Nero uma auditora manipulável) e do Treze, não é possível partidarizar a instância máxima do judiciário desportivo. É um verdadeiro escarnio, o mínimo deveria ter sido indicada uma pessoa isenta!”

Além de amiga íntima de Del Nero, Michelle era desafeta do então presidente da FPF, Amadeu Rodrigues, com quem travou um embate, via justiça, que culminou na prorrogação do campeonato local por quase um mês.

No último dia 4, em novo episódio gerador de revolta, Michelle esteve, indevidamente, ao lado do novo interventor da Federação, empossado sob liminar embasada em assinatura, segundo perito, falsificada do presidente do Treze, no vestiário da arbitragem, em meio à disputa contra o Ferroviário, na decisão da Série D.

A presença foi relatada pelo árbitro da partida:

O documento, horas após ser disponibilizado no site da CBF, por razões evidentes, foi retirado e, desde então, encontra-se indisponível:

As ligações entre as partes, CBF, Treze e interventor da FPF são evidentes e deverão, nos próximos dias, ser objeto de investigação minuciosa do MP/PB, que acompanha o caso com grande interesse.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: