Advertisements
Anúncios

Bolsonaro opina sobre atuação de milícias (policiais bandidos) no Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro enfrenta, há algum tempo, uma guerra civil não declarada, mas absolutamente perceptível, entre traficantes e milicianos (grupo de policiais bandidos), pelo controle de pontos de comércio criminoso do Estado.

Milhares de inocente já morreram no fogo cruzado.

Em recente entrevista ao programa Pânico, da rádio Jovem Pan, o candidato à presidência do Brasil, Jair Bolsonaro, disse o que pensa sobre o assunto.

Destacamos:

“(…) milícia, você tem que pensar, tem gente que é favorável à milícia… porque é a maneira que eles tem de se ver livre da violência”

“(…) naquela região onde a milícia é paga, não tem violência”

“(…) não é só na região não… você vai, por exemplo, em Madureira… naquele centro de Madureira tem muito comércio, pequenos shoppings ali… quem paga, em média, cinquenta “merréis” (sic) por mês para alguém daquela área, não tem arrastão no shopping dele, chegamos a este ponto…”

O pensamento parece unânime na família.

Em 2007, o limítrofe Flávio Bolsonaro, filho do candidato à presidente, no exercício do cargo de deputado estadual pelo qual infelicitou o Rio de Janeiro, votou contra a instauração da CPI das Milícias, e justificou:

“Dizem que as mílicias cobram tarifas, mas eu conheço comunidades em que os trabalhadores fazem questão de pagar R$ 15 para não ter traficantes”

Segundo o Diretor da Divisão de Homicídios da Policia Civil do Rio de Janeiro, delegado Rivaldo Barbosa, em entrevista ao “o Globo”, 80% das mortes no Estado são fruto das armas de traficantes e milicianos:

“A milícia usa o homicídio para impor sua força, amedrontar moradores. A associação com o tráfico fez os crimes se tornarem mais frequentes e cruéis. Juntos, milicianos e traficantes são responsáveis por cerca de 80% dos assassinatos praticados no estado”

“Eles também estão se unindo para praticar roubos de cargas. O traficante Arafat (Carlos José da Silva Fernandes), chefe do tráfico do Complexo da Pedreira, fazia parcerias com milicianos da comunidade Três Pontes, em Santa Cruz, para realizar esses assaltos” 

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: