Arnaldo Faria de Sá volta a assombrar a Portuguesa

Resultado de imagem para arnaldo faria de sá

A destruição da sede social da Portuguesa, obra do intrépido presidente Alexandre Barros, foi soprada ao seu ouvido, e, talvez, dizem alguns, ao bolso, pelo político Arnaldo Faria de Sá, histórico “tirador de casquinhas” do clube.

Foi por intermédio dele a aproximação do clube com os líderes da “Feirinha da Madrugada”, espécie de “feira do rolo”, em que líderes de camelôs – captadores de votos, aliados a policiais suspeitos, segundo informações, cobrariam “vantagens” diversas para encontrar vagas ao trabalhador comum que deseja montar sua barraquinha.

É esse tipo de ambiente que o associado da Lusa encontrará no clube assim que efetivada a “parceria”.

Após a repercussão de matéria publicada no Blog do Paulinho, escancarando a imoralidade,o clube emitiu Nota Oficial, publicada no site, direcionada a “Associados, Conselheiros, Diretores, Torcedores e Simpatizantes” do clube, assinada por Marcelo Mariano Carvalho, presidente da Assembléia Geral, convocando-os a uma reunião para “apresentação, esclarecimentos, prestações de contas, ajustamentos e todos os assuntos pertinentes que envolvem a nossa Portuguesa, sobre a Feira da Madrugada”.

Não faltará assunto, até porque, logo após a divulgação da Nota Oficial, a Prefeitura de São Paulo embargou a “demolição do Canindé”, prejudicando os planos dos que, há tempos, dificultam a vida da agremiação:

Prefeitura embarga “destruição do Canindé” e aplica quatro multas na Portuguesa

Engana-se, porém, que a reunião ocorrerá, como deveria ser, no Canindé, mas hoje (07), às 19h, à Avenida Engenheiro George Corbisier nº 1.127 – Bairro Jabaquara, escritório de Arnaldo Faria de Sá.

Ou seja, os carneiros convidados à toca do lobo.

Diante desse quadro de caos absoluto, social, patrimonial, financeiro e esportivo, é difícil saber o que é pior: manter a Lusa, absolutamente endividada, nas mãos desse tipo de gente ou aceitar o Leilão do Canindé, que livraria a agremiação das dívidas, mas obrigaria-a a jogar, como locatária, nos estádios de adversários, já que a melhor opção, ser gerida com honestidade e competência parece sonho distante dos poucos e verdadeiros apaixonados pelo clube.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.