Prefeitura embarga “destruição do Canindé” e aplica quatro multas na Portuguesa

A Prefeitura de São Paulo acaba de embargar as obras que estão sendo realizadas na sede da Portuguesa, entre as quais a demolição das piscinas para sublocação do clube à “Feirinha da Madrugada”.

Foram cometidas, segundo documento de embargo, diversas infrações ao Código de Obras e Edificações.

Além da proibição, a Lusa recebeu quatro multas, ainda sem valores divulgados.

Ou seja, o presidente Alexandre Barros destruiu o clube e não poderá dar sequência sequer à demolição, quanto mais à possível reforma, conseguindo ainda novas despesas às já combalidos caixas lusitanos.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

2 ideias sobre “Prefeitura embarga “destruição do Canindé” e aplica quatro multas na Portuguesa

  1. Pingback: Arnaldo Faria de Sá volta a assombrar a Portuguesa – Blog do Paulinho

  2. Pingback: Mais um triste capítulo na história recente da Portuguesa – Fut'n Beer

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.