Advertisements

Corinthians diminui calote no Fundo e dívida com a Odebrecht

Informe mensal protocolado pela BRL TRUST na CVM (Comissão de Valores Mobiliários), detalhando movimentação do “Arena Fundo”, gestor financeiro do estádio de Itaquera, indica redução da dívida com a Odebrecht, de R$ 332,9 milhões para R$ 327,2 milhões

Redução de R$ 5,7 milhões

A pendência do Corinthians com o Fundo, que seguia, mês a mês, aumentando, também foi reduzida.

Em setembro de 2017 era de R$ 34,6 milhões, em outubro foi de R$ 40,3 milhões, depois R$ 43,8 milhões em novembro, R$ 50,9 milhões em dezembro, R$ 51,1 milhões em janeiro, em fevereiro, R$ 52,4 milhões.

A redução iniciou-se em março, caindo para R$ 36,5 milhões, continuando em abril, com a dívida atual, ainda expressiva, de R$ 33,4 milhões

Isso significa que o Corinthians repassou ao “Fundo” parte do calote de ingressos acumulado nos últimos meses: R$ 3,1 milhões.

Restam ainda as pendência com a CAIXA, empréstimos “pontes”, debentures e a explicação do destino de mais de R$ 200 milhões negociados em CIDs, mas não devidamente contabilizados.

Confira, no link abaixo, a íntegra do Informe Mensal do Arena Fundo, protocolado em 15 de maio de 2018 na CVM, referentes às contas de abril de 2018:

Informe Mensal – Arena Fundo – maio 2018

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto: