Advertisements
Anúncios

No ritmo de Pedrinho, Corinthians derruba o Palmeiras em Itaquera

Sem grandes dificuldades, o Corinthians, com grande atuação de Pedrinho, jogou melhor e venceu o Palmeiras, em Itaquera, por um a zero.

O time de Parque São Jorge divide a liderança do Brasileirão com o Flamengo.

Timão e Verdão jogavam uma primeira etapa sem emoções, em que o destaque era, mais uma vez, a falta de nível e o destempero contagiante do treinador Roger no banco de reservas palestrino, até que, aos 36 minutos, Thiago Santos, sozinho, perdeu gol incrível ao chutar bola na trave, cara a cara com Cássio.

Como castigo, um minuto depois, Pedrinho, em jogada espetacular, livrou-se de dois defensores, abriu na esquerda à Jadson, que passou para Maicon cruzar e Rodriguinho, com eficiência, abrir o marcador.

Num jogo igual, apesar de cada vez mais raro, o talento, quando surge, sempre desequilibra qualquer rigidez tática.

Confiante, Pedrinho, aos 42 minutos, criou espaço próximo à linha de fundo para aplicar um chapéu em Diogo Barbosa e ser aplaudido de pé em Itaquera.

Logo no início da segunda etapa, com o Palmeiras em busca do empate, Bruno Henrique acertou batida na entrada da área que beliscou a trave direita de Cássio.

Esperava-se, depois deste lance, que o Verdão partiria para sufocar o adversário, porém o que se viu foi uma equipe sem criatividade, sucumbindo à marcação alvinegra, razão pela qual, aos 17 minutos, Guerra entrou no lugar do sonolento Lucas Lima, uma inutilidade no gramado.

Mas, apesar da mudança, o Corinthians seguiu melhor.

Aos 25 minutos, Sidcley avançou bem pela esquerda e cruzou para Pedrinho bater de primeira e Jailson salvar o Palmeiras.

Um minuto depois, Rodriguinho, em bola levantada na área, dividiu com o arqueiro palestrino, que, novamente, livrou a cara do Verdão.

Pedrinho, aos 35 minutos, tentou fazer um golaço, por cobertura, em batida da direita para a esquerda, na entrada da área, mas Jaison espalmou para escanateio, em grande defesa.

Estava tão fácil que, aos 39 minutos, Romero, a lá Kerlon, fez embaixadas com a cabeça, deixando o adversário maluco.

O único susto do Timão aconteceu aos 43 minutos, em cabeçada de Antonio Carlos que pegou na trave.

Ao final, a vitória alvinegra ratificou a obviedade de que o Corinthians tem um time bem treinado, favorito ao título, também o talento de Pedrinho, que, depois desta aprovação em teste de fogo, somente sairá da equipe titular quando for negociado ao exterior e um Palmeiras, há tempos, com muito mais fama do que futebol.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

1 comentário sobre “No ritmo de Pedrinho, Corinthians derruba o Palmeiras em Itaquera

  1. Por isso dou risada de quem se acha conhecedor de futebol.

    A diferença entre bola na trave em lances fortuitos e ao acaso, com jogadas trabalhadas que obrigam o goleiro a fazer três defesas salvadoras é GRITANTE, mas quem não entende de futebol pensa o contrário, paciência.

    São Jailson, O Salvador. Bolas na trave, estão mais para bolas fora que defesa de goleiro que, claramente sabe-se que, a bola entraria.

    São Jailson, graças a você o seu time não levou 4 ontem.

    ATENÇÃO: o Palmeiras vai entrar com duas ações para anular esse jogo, a primeira é que as traves estão com diâmetros menores e o gol com largura menor. A segunda será sobre ajuda externa, dessa vez vão contratar um Pai de Santo Zifinho de Króllninho para provar que, as traves foram movidas por alguém de outro mundo.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: