TJ-SP mantém prisão preventiva de marginal da Mancha Verde

No último dia 09 de abril, a Justiça de São Paulo decretou a prisão preventiva do marginal Noel Barros, da Mancha Verde, notório malfeitor dos estádios e suas cercanias, que estava impedido de frequentar jogos do Palmeiars, mas, segundo decisão judicial, descumpriu a determinação.

A defesa impetrou Habeas Corpus alegando que o “torcedor” estava morando no Rio de Janeiro (desde um dia antes e que as fotos publicadas em seu facebook, colaboradoras para o encarceramento, na verdade, eram de jogos disputados pelo Vasco da Gama.

Não convenceu.

O TJ-SP negou pedido liminar e julgará o mérito do HC nos próximos dias.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.