Advertisements

Madame passou apertado no COF do Palmeiras

Leila Pereira e Paulo Serdan

Madame Leila Pereira, esposa do dono da Crefisa, passou apertada em reunião do COF, do Palmeiras, realizada na noite de ontem.

Os questionamentos se deram por conta da injeção de, aproximadamente, R$ 120 milhões em contratações de jogadores, reclassificadas, contabilmente, como empréstimos.

Alguns conselheiros questionaram-na pelo fato da Receita Federal ter desconfiado que a Crefisa tentava escamotear impostos ao não declarar a operação como tal.

Leila, como de hábito, fez discursos de “amor ao clube”, de “ajuda” à instituição, mas, de prático, pouco convenceu.

O COF, dias atrás, indicou ao Conselho que os contratos de mútuo da empresa com o Verdão deveriam ser reavaliados.

Se ontem o Verdão comemorava a quitação dos empréstimos com o ex-presidente Paulo Nobre (R$ 140 milhões), não sabe ainda como lidar, de fato, com os R$ 120 milhões da Madame, que devem ser ampliados se as orientações do COF não forem seguidas, nos anos que estão por vir.

Presente à reunião, Mustafá Contursi, que, por conta de traição política, quer ver Leila Pereira pelas costas, não no mesmo sentido que Paulo Serdan (da Mancha Verde), mal conseguia esconder a contrariedade.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.


%d blogueiros gostam disto: