Advertisements
Anúncios

Corruptos Awards 2017 – entrega do Oscar da Corrupção

Advertisements
Anúncios

Sem foro, Andres Sanches passará apertado na Justiça em 2018

O fim do foro privilegiado para crimes cometidos por deputados e senadores fora do exercício legislativo complicou, e muito, a vida do deputado federal Andres Sanches (PT).

Ao menos uma das ações criminais que tramitam contra ele no STF, justamente a mais complicada, deverá retornar, em breve, ao TJ-SP.

Sanches é acusado de, junto com parentes, utilizar-se de empresas de fachada, em regra, com funcionários e familiares destes como “laranjas”, para aplicar golpes na praça e também em instituições bancárias.

Em ação semelhante, sobre o mesmo assunto e com as mesmas vítimas, o presidente do Corinthians foi condenado, civilmente, a ressarcir a Receita Federal, que, em arrasador parecer, tratou-o e a seus parceiros como “bandidos”.

A dívida, de muitos milhões de reais, está em fase de execução.

Antes de enviar o processo para o STF, o TJ-SP já havia adiantado bem os procedimentos, restando apenas – como já estava para ser no Supremo, a promulgação da sentença.

Mas os problemas de Sanches, como todos sabem, não limitam-se aos tribunais de São Paulo.

Inquérito que corre no Supremo, sob segredo de Justiça, sobre as delações premiadas da Odebrecht na construção da Arena de Itaquera, em que, ao menos, três dirigentes alvinegros foram apontados, diretamente, como recebedores de “vantagens” (Andres Sanches, André Negão e Vicente Cândido) sairá das mãos do Ministro Edson Fachin para as do temido juiz Sergio Moro, da Justiça Federal de Curitiba.

Delegado é colocado na “geladeira” após aprofundar-se em inquéritos comprometedores à dirigentes do COI e da CBF

O delegado Ricardo Barboza, que investigava a “máfia dos ingressos”, com envolvimento de graúdos dirigentes do COI (Comitê Olímpico Internacional), e também a corrupção no departamento de registros de atletas da CBF- para favorecer clubes “parceiros” e determinados agentes de futebol (denúncia do Blog do Paulinho), foi colocado “na geladeira” pelo comando da Polícia Civil do Rio de Janeiro.

A informação é do jornalista Lúcio de Castro, da Agência Sportlight.

Para “disfarçar”, tiraram-no da “operacional” Delegacia de Defraudações e jogaram-no no “burocrático” Departamento Geral da Polícia Especializada, local em que não mais trabalhará nestes inquéritos.

Coincidentemente, o delegado Ricardo, havia decidido convocar à depoimentos membros do COI e também o então presidente da CBF, Marco Polo Del Nero.

Site “Meu Timão” tenta censurar Blog do Paulinho, mas Justiça nega

O Blog do Paulinho revelou, dias atrás, a estreita ligação entre o site de torcedores “Meu Timão”, que atua como se fosse Portal informativo, com o diretor de marketing do Corinthians, Luis Paulo Rosenberg.

No último dia 26, em movimentação constrangedora para uma empresa que se diz ‘jornalística”, o “Meu Timão”, através da A&D Web Ltda – ME, em nome de Danilo Augusto Martins – fundador do site, ingressou na justiça, com pedido de liminar, para tirar do ar matérias do Blog do Paulinho.

Se deu mal.

A Juíza Tonia Yuka Kôroku, da 13ª Vara Civil, indeferiu o pleito:

“Indefiro a tutela de urgência, porquanto não vislumbro risco de dano irreparável e/ou probabilidade do direito.”

“(…) é certo que o blog diferentemente de uma página jornalística tem como finalidade principal compartilhar as ideias, pensamentos e opiniões do blogueiro com seus seguidores, os quais podem ou não concordar com o que está no blog.”

“Por fim, não houve palavras agressivas ou algo parecido.”

O site preferido de Rosenberg, além de recorrer à tentativa de censura, indigna para qualquer jornalista minimamente comprometido com a profissão, quer ainda receber R$ 50 mil por “dano moral”, que será julgado apenas no mérito da ação.


Confira abaixo as postagens que o “Meu Timão” queria ver fora do ar:

Rosenberg, “FaceTimão” e o site “Meu Timão”

Site “Meu Timão” esperneia no Blog do Paulinho

Portal ligado a Rosenberg teria sido utilizado para pressionar Balbuena

Torcedor diz que foi banido de site ligado a Rosenberg por criticar Andres Sanches

Faoro se fez Faoro amansando a ditadura; Barroso se fez Barroso aviltando a democracia

Da FOLHA

Por REINALDO AZEVEDO

Barroso chegou ao STF pelas mãos sujas de sangue de Cesare Battisti e como porta-voz das ditas minorias

O ministro Roberto Barroso, do STF, é mesmo um homem de método. Não completou nem seu primeiro lustro no tribunal e já arrumou seus hagiógrafos. Um deles, Christian Edward Cyril Lynch, concedeu uma entrevista (https://bit.ly/2r2Hqvk) ao site Jota e disse coisas assombrosas.

O esforço, no entanto, tem sua utilidade. Resta evidente: Barroso perdeu a modéstia e resolveu governar o Brasil. E já se vê como líder de uma revolução. Há um projeto.

Barroso tem frequentado muito a minha coluna, eu sei. O leitor merece um descanso. Ele não.

Barroso chegou ao STF pelas mãos sujas de sangue de Cesare Battisti e como porta-voz das ditas minorias. Esse esboço de perfil crítico esconde um trabalho que, segundo a ótica da democracia, deve ser chamado de “sujo”: foi o pai da reforma política com que o PT tentou se eternizar no poder. Deu errado.

O homem era, sim, um quadro da “vanguarda modernizadora”, como quer Lynch, mas da “vanguarda modernizadora” do PT, o que é sinônimo de retrocesso. O “Exterminador do Futuro do Direito Penal” já é uma reinvenção.

O original atuava como quadro partidário. Aí veio o reverso da Fortuna, como na tragédia grega. O PT paga em cadeia o que lhe pagaram os empreiteiros por sua húbris. Ágil, Barroso resolveu ser herói do moralismo tacanho e fez da prisão de Lula uma bandeira.

O partido choraminga como Herivelto Martins para Dalva de Oliveira: “Atiraste uma pedra no peito de quem/ Só te fez tanto bem”. Na política, mais do que na vida, “o beijo, amigo, é a véspera do escarro”.

Para o STF formado pelo PT, a principal prova é a ausência de provas. É uma tradição da esquerda com que o petismo pretendia agraciar adversários e de que o próprio Lula se tornou vítima. Alguém leve Augusto dos Anjos para o ex-presidente na cadeia.

Volto a Lynch, professor de teoria política da Universidade Estadual do Rio de Janeiro, onde Barroso exerce poderes feudais. Para ele, seu colega “se insere numa linhagem muito antiga de juristas liberais.” E avança: “Quem inventou o ‘liberalismo judiciarista’ (…), com ataques às oligarquias e às ditaduras, foi Rui Barbosa.”

Contar-se-iam ainda, entre os precursores do ministro, Sobral Pinto, Afonso Arinos e Raymundo Faoro. Diz Lynch: “E o Faoro (…) é um grande liberal de esquerda, um liberal progressista, que está naquela época dizendo que o Brasil está prisioneiro daquela maldição do patrimonialismo e do estamento burocrático herdado da colonização portuguesa (…)”.

Um historiador das ideias é bem-sucedido quando, a despeito de contradições de superfície, encontra linhas de continuidade ou de contato entre elementos aparentemente desconexos. Mas não pode esmagar os fatos. Faoro foi o responsável pela restauração do habeas corpus.

Barroso se tornou a voz das trevas do direito penal contra um dos pilares de um regime de liberdades. Faoro se fez Faoro amansando a ditadura. Barroso se faz Barroso aviltando a democracia.

Lynch vê o seu “hagiografado” na vanguarda da revolução e entrega o jogo: “Uma eventual vitória de Joaquim Barbosa significará a chegada da ‘Revolução’ à Presidência da República pelas urnas. (…) Barbosa e Barroso parecem ser uma única e mesma coisa na forma de ver as mazelas do país e suas soluções. (…) Uma vez lá, nas vagas de Marco Aurélio, [Ricardo] Lewandowski e Celso de Mello, Barbosa pode nomear para o STF outros judiciaristas, como [Rodrigo] Janot, e quem sabe, o próprio [Sergio] Moro. É possível imaginar que um perfil como Barbosa deva escolher com cuidado gente comprometida com o mesmo perfil ‘judiciarista’ da maioria da Primeira Turma. Barroso, Barbosa e Fux são do mesmo grupo de professores da Uerj e representam a renovação do direito constitucional (…)”

Correção: o próximo presidente indicará apenas dois ministros; Lewandowski só deixa o tribunal em 2023. Eis a ambição do Partido da Polícia. Mas com Rui Barbosa e Raymundo Faoro como referências bibliográficas para golpear a Constituição. Já não se trata de uma questão de direito, mas de senso de ridículo.

Canal do Blog do Paulinho no YouTube está com endereço novo. Assine Já !

O endereço do Blog do Paulinho no YouTube mudou porque alguns incomodados com o trabalho reclamaram ao site, simultaneamente, sobre nossas postagens.

Tática de guerrilha.

Punidos, perdemos, até então, mais de onze mil seguidores, que precisarão assinar novamente nosso canal para ter acesso aos milhares de vídeos, que estamos repostando, um a um (trabalho de uma semana).

Tenho certeza que os. em média, mais de quarenta mil acessos diários do Blog do Paulinho darão resposta à intimidação.

Conto com seu apoio, divulgação e adesão !

Pra ter acesso a conteúdos exclusivos do Blog do Paulinho assine o novo canal do YouTube:

https://www.youtube.com/channel/UCnXAUTE_6g1nLKYo2yE8WXQ

(clique no botão “Inscreva-se” e, se quiser, no “sino” ao lado, para ser avisado sempre que houver novas postagens


Ajude o Blog do Paulinho doando BITCOIN para a carteira:

171yZG4ZxoYnLNPT2WqLMhcExbcQcGWjZK


Outras mídias sociais do blog:

Twitter: @blogdopaulinho

Facebook: http://www.facebook.com/blogdopaulinho.com.br/

Instagram: http://www.instagram.com/blogdopaulinhooficial

WhatsApp: (11) 98402-3121

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: