Anúncios

As mentiras de Romeu Tuma Junior sobre sua atuação como vice de futebol do Corinthians

Romeu Tuma Junior em viagem à China com seu assessor Paulo Li, acusado de chefiar a Máfia Chinesa no Brasil

Aproveitando-se da distância dos fatos, aliado ao pouco interesse da imprensa em pesquisar suas afirmações, o candidato a presidente do Corinthians, Romeu Tuma Junior, desandou a mentir em quase todas as entrevistas concedidas sobre sua trajetória, nos anos 90, como vice de futebol do clube, comportamento que repetiu-se, também, em recente debate de presidenciáveis, promovido pela Universidade de Guarulhos.

O Blog do Paulinho vai desmascarar algumas.

Disse Tuma Junior:

“Eu quero lembrar pra você que eu fui vice-presidente de futebol do Corinthians em 94 e 95”

“(…) nós conquistamos todos os títulos que nós disputamos, exceto o Brasileiro, porque nós enfrentamos o “esquema Parmalat”… nós ganhamos a Copa Bandeirantes, em 94, ganhamos a Copa São Paulo de Juniores (…) ganhamos o Paulista e a Copa do Brasil em 95… ganhamos tudo !”

Tuminha, ao repetir, frequentemente, que foi vice de futebol em 94 e 95, dá a entender que permaneceu no cargo por dois anos, quando, em verdade, ocupou a cadeira por apenas oito meses.

O então delegado titular do 76º DP do Brooklin (não se ausentou do trabalho) foi empossado no dia 14 de julho de 1994 e pediu demissão em 17 de março de 1995.

Sobre os campeonatos que Tuma diz ter vencido enquanto dirigente do Timão: “ganhamos tudo”, a verdade, constrangedora, será contada nas linhas abaixo:


COPA DO BRASIL E CAMPEONATO PAULISTA 1995

A final do Campeonato Paulista de 1995 foi disputada no dia 06 de agosto, enquanto o derradeiro jogo da Copa do Brasil em 21 de junho de 1995.

Tuma Junior demitiu-se do Corinthians em 17 de março de 1995.

Cinco meses antes do Paulista e três meses antes do torneio nacional.

É impossível, portanto, como afirma o ex-delegado, atribuir-lhe quaisquer destas conquistas.

COPA BANDEIRANTES 1994

Tuma Junior fala a verdade quando diz que era dirigente na conquista da Copa Bandeirantes, espécie de repescagem à Copa do Brasil, disputada por equipes da primeira, segunda e terceiras divisões de São Paulo.

Tão relevante que nunca existiu a segunda edição.

O torneio teve início 18 de julho de 1994, quatro dias após Tuma Jr. ser empossado, ou seja, com interferência mínima na conquista.

COPA CONMEBOL 1994 – EXPRESSINHO DAY

Romeu Tuma Junior, certamente envergonhado, nunca cita que era Vice de Futebol do Corinthians na disputa da Copa Conmebol 1994, equivalente à Sul-Americana dos dias atuais.

Trata-se, seguramente, de um dos maiores vexames da história do Timão, rivalizando com o rebaixamento de 2007 e o “Tolima Day”, famosa eliminação do clube da Libertadores em fase pré-grupo.

Em duas partidas disputadas em dezembro de 94, o Corinthians conseguiu a proeza de ser eliminado pelo Time B do São Paulo, o famoso “Expressinho”, perdendo o primeiro jogo, no Pacaembu, por 4 a 3, vencendo o segundo, no Morumbi, por 3 a 2, sendo derrotado nas cobranças de penalidades por 5 a 4.

BRASILEIRO DE 1994

Não dá para culpar Tuma Junior pelo vice-campeonato Brasileiro de 1994, com um time que, aos trancos e barrancos, saldo negativo de um gol (43 gols marcados e 44 sofridos), além de sete pontos atrás do Guarani (3º colocado), chegou à final de maneira surpreendente.

Coisas destes regulamentos pré-pontos corridos.

Ridícula e absolutamente inverosímil é a justificativa para a derrota diante de um Palmeiras bem superior: “perdemos para o esquema Parmalat”.

O Corinthians, que havia tomado de 4 a 1 do Verdão na fase de grupos, tomou mais 3 a 1 no primeiro embate decisivo, segurando empate, em um a um, a duras penas no jogo final, suficiente para levantar o tróféu de vice-campeão.

Este time, armado por Tuma Jr, o mesmo do vexame “Expressinho Day”, era tão fraco que chegou a levar de 5 a 2 do Flamengo, em agosto do mesmo ano, também pelo Brasileirão.


SEM PROBLEMAS NO DEPARTAMENTO DE FUTEBOL ?

Ainda durante o debate eleitoral, Tuma Junior afirmou:

“eu estou absolutamente tranquilo com relação ao futebol… não tive nenhum problema no futebol na época em que eu fui vice-presidente de futebol”

“Nós não tivemos crise… eu até achava engraçado que os repórteres me procuravam e brincavam: “Pô, você não deixa ter crise no Corinthians… o Corinthians dá notícia…”

Não é verdade.

Tuma Junior, em apenas oito meses como vice de futebol, entregou o cargo em quatro oportunidades, muito provavelmente, um recorde mundial.

Duas crises de sua gestão foram registradas em matérias da FOLHA.

Em 14 de novembro de 1994, logo após a derrota por quatro a um para o Palmeiras, em vez de amenizar o ambiente, como contou no debate, Tuma ateou fogo, dizendo que havia falta de união entre os jogadores:

Um mês depois, em 13 de dezembro, Tuma entregou o cargo a Dualib – para fazer pressão, e depois deu entrevista dizendo que “poderia continuar”.

O Blog do Paulinho não comentará o relato de Tuma Junior sobre supostas conversas com repórteres que exaltavam sua atuação na falta de “crises” no futebol do Corinthians por se tratar, aparentemente, de delírio ligado à provável patologia denominada “mitomania”, fama que o ex-delegado carrega consigo – que muitos garantem ser verdadeira, responsável, talvez, pelas mentiras desmascaradas nesta matéria.

Anúncios

6 Respostas to “As mentiras de Romeu Tuma Junior sobre sua atuação como vice de futebol do Corinthians”

  1. Divanio (@DCLS45) Says:

    Caiu a máscara; menos 1.

  2. Henrique Fernandes de Oliveira Says:

    Paulinho, respeitosamente lhe pergunto: O tuma falando de você é mentira, falando do lula é verdade?
    Sempre desconfiei do assassinato de reputações….
    Talvez a mitomania dele fique evidente e te sirva somente quando ele atinja você…
    Nada como um dia após o outro…

    Paulinho: No livro dele, tem verdades e mentiras, quase na mesma proporção… basta o leitor pesquisar e saberá identificar o que é real e o que é delírio

  3. Jose Carlos (@ze_ca77) Says:

    pauliinho sinceramente nao to entendedo o que ta acontecendo. eu nao entendei em que momento voce virou inimigo do cara que te defendeu quando voce foi preso. tenta esclarece por favor

    Paulinho: Meu caro… ele me defendeu como advogado, não amigo… o rompimento se deu quando o sujeito se achou no direito de exigir favores ao blog…

  4. Claudio Longo Says:

    “ESQUEMA PARMALAT´´ É A PUTA QUE PARIU, GAMBA FILHO DA PUTA !

  5. A obscura demissão de Tuma Junior como vice de futebol do Corinthians | Blog do Paulinho Says:

    […] https://blogdopaulinho.com.br/2017/12/17/as-mentiras-de-romeu-tuma-junior-sobre-sua-atuacao-como-vic… […]

  6. Em 2015, Tuma Junior dizia que Tite e Cássio derrubariam o Corinthians para segunda divisão | Blog do Paulinho Says:

    […] https://blogdopaulinho.com.br/2017/12/17/as-mentiras-de-romeu-tuma-junior-sobre-sua-atuacao-como-vic… […]

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: