Anúncios

Archive for 12 de fevereiro de 2017

Impeachment: Paulo Garcia trabalha pelo presidente. Grupo de Andres Sanches se divide

fevereiro 12, 2017
Paulo Garcia, Rachid e Roberto Andrade

Paulo Garcia, Rachid e Roberto Andrade

Durante boa parte do sábado (dia em que a política do Corinthians costuma ferver), o dono da Kalunga, Paulo Garcia, andou por diversos setores do Parque São Jorge, acompanhado do secretário da Presidência do clube, Antonio Rachid, e doutros aproximados, tentando fazer a cabeça de conselheiros pelo voto contrário ao impeachment de Roberto “da Nova” Andrade.

Os que presenciaram disseram que não se viu tamanho empenho do empresário nas eleições anteriores, em que dizia apoiar a oposição.

Talvez pelo fato da espinha dorsal da atual gestão (futebol, finanças e secretaria da Presidência) estar em suas mãos, além do fato, notório, de seu irmão, Fernando, ganhar dinheiro negociando jogadores do Timão.

Por outro lado, apesar de declara-se contra o impeachment, o ex-presidente Andres Sanches, até o momento, não tem trabalhado com o afinco que se esperava de alguém com tantos seguidores no Conselho (local em que no próximo dia 20 será definido o futuro do Corinthians).

Para surpresa de muitos, ontem, em desconformidade com o discurso do deputado, muitos de seus correligionários afirmaram que votarão pela saída de Roberto.

Sanches é capaz, se for de seu interesse, assim como fez com Alberto Dualib, de trair o presidente e ainda apertar-lhe as mãos dizendo o contrário.

Tivemos, também alguns associados do Corinthians, ligados à oposição, protestando, uniformizados, à favor do afastamento, enquanto os contrários, tirando o lobby de Garcia e alguns dirigentes da diretoria, permaneceram discretos.

impeachment-roberto

Anúncios

Blog do Paulinho #95

fevereiro 12, 2017

Sob a luz da irregularidade, casal CREFISA é eleito para conselho do Palmeiras

fevereiro 12, 2017
Leila Pereira e Paulo Serdan

Leila Pereira e Paulo Serdan

Assim como ocorreu quando apenas dezesseis conselheiros do Corinthians (entre trezentos e tantos) foram contrários à entrada da MSI no Corinthians (mesmo diante do que já se sabia dos parceiros), associados do Palmeiras, sem medir consequencias, elegeram o casal CREFISA para o conselho palestrino.

Leila Pereira, apelidada “Uma Linda Mulher”, levou 248 votos, enquanto o marido, José Roberto Lamacchia, 62.

Ambos estariam inelegíveis, fosse levado a cabo o Estatuto do clube.

A “Linda Mulher” não conseguiu comprovar possuir tempo de associada suficiente para concorrer às eleições e seu companheiro, na última semana, foi acusado por parente de estar em condições eleitorais semelhantes.

O dinheiro, em verdade, parece ter comprado a moral e a ética dos conselheiros do Palmeiras, que rasgaram o Estatuto e sucumbiram o clube aos desejos de pessoas que ultrapassam os problemas descritos acima, investigados que são (assim como ocorre com a CREFISA) pela Polícia Federal por crimes diversos.

Recentemente, para não ostentarem ficha criminal positiva, foram obrigados a fazer acordo com a Promotoria, conforme comprova documento abaixo:

tac-mj-e-crefisa-janeiro-2016

O quadro (das eleições) pode ainda ser revertido com simples ação judicial de exposição de documentos, em que os donos da CREFISA seriam obrigados a comprovar o que o Palmeiras, de maneira humilhante, não teve coragem de exigir.

Confira vídeo da comemoração de Leila Pereira no exato momento da eleição, com direito a beijo de “admirador” (que não era o marido) ao final

Os cambistas na Arena em Itaquera

fevereiro 12, 2017

omni

(desabafo do conselheiro do Corinthians, Roque Citadini, publicado no facebook)

“Na derrota desta noite contra o Santo André o único destaque foi o enorme número de cambistas vendendo ingresso na porta do estádio.

Não entendo. O Corinthians tem o Fiel Torcedor, administrado pela famosa Omni e não deveria ter ingressos soltos por ai.

E estava cheio, nas mãos de cambistas.

Acho que o clube não deveria pensar apenas em nova administradora de estacionamento… mais grave é essa caótica questão dos ingressos que lesa o clube.”

Abaixo, comentários de torcedores do Corinthians, na mesma postagem:

William Mamute:

Olá. Boa madrugada de domingo Sr.Roque. Eu fui ao jogo na Arena Corinthians com 2 amigos holandeses e tinha mesmo muitos cambitas, homens mulheres, vendendo ingressos. Detalhe: na cara do policiamento militar isso é uma vergonha !

Eduardo Lopes:

Isso é FATO !!!!! Do metrô até a Arena, pelo menos uns 50 cidadãos me ofereceram ingresso…

Andrea Nunes:

Alguém já se interessou em ver de onde saem esses ingressos???

Ricardo Buonomo

Cheguei em cima da hora, não comprei pelo Fiel Torcedor, pois resolvi ir no jogo apenas no Sábado, sendo assim tive que comprar na bilheteria, o que já é um erro da tal Omni que poderia facilmente liberar a compra para o Fiel Torcedor no próprio dia, mediante pagamento online Débito ou Crédito, liberando o acesso direto em nosso cartão . Porém nossa diretoria é fraca e larga tudo nas mãos dos ” PARCEIROS ” , sem qualquer controle ou acompanhamento.

O pior de tudo é que ale m de diversos cambistas com ingressos nas mãos (inexplicavelmente ) para venda , eles também Gritam :

” TEM INGRESSOS SOBRANDO EU COMPRO ”

Pergunto :

– Se compram ingressos, é porque conseguem devolver para alguém e resgatar o valor do mesmo .

Será que alguém ligado ao Presidente que comete Irregularidades, consegue esclarecer isso ?????

Flavio Gavião

Esses ingressos não são liberados pela Omni…

Tenha certeza disso…

Isso parte diretamente dos diretores que hoje dirigem nosso clube… lamentável…

Tira a Omni ou acabar com o Fiel Torcedor é ser retrógrado…

Se parar para analisarmos a única coisa boa do futebol moderno foi essa inovação em relação a ingressos… só percebe isso quem pegava fila pra comprar ingressos…

Mauro Pietrobon

Constrangedor é essa roubalheira que acontece no Corinthians, e conselheiros a mais de 50 anos no Clube, e nunca ninguém sabe de nada.

Cafu, Del Nero e a corrupção no futebol

fevereiro 12, 2017

 

cafu e marin

“O Marco Polo jamais vai deixar de ser meu amigo, mesmo com problema com a Justiça. Não sou eu que vou resolver os problemas de corrupção do futebol. O que a gente pleiteia é um mundo melhor”

(Trecho de entrevista de Cafu (capitão da Seleção no Mundial de 2002) ao UOL)

Jesus começa carreira mais protegido que Neymar e desperta mais simpatia

fevereiro 12, 2017

gabriel-jesus

Da FOLHA

Por JUCA KFOURI

João Saldanha, autor de grandes sacadas, gostava de dizer que “não quero jogador para casar com minha filha; quero só que resolva dentro de campo”.

Não chegava a ser um respaldo ao “rouba mas faz”, mas estava mais próximo disso do que a teoria do “primeiro o homem, depois o talento”.

Gabriel Jesus se enquadra perfeitamente nas ideias virtuosas: resolve em campo e é talentoso, o que faz dele ótimo partido.

Neymar nem tanto.

Trata-se de um craque esplendoroso, já consagrado, encantador com a bola nos pés, o céu como limite, embora marcado por confusões extracampo capazes de antipatizá-lo até com a torcida santista, ou principalmente com ela, dadas as circunstâncias nebulosas de sua saída do clube, fora o fato, imperdoável, de ter assinado com o Barcelona poucos dias antes de enfrentá-lo na decisão do Mundial de Clubes da Fifa.

Gabriel Jesus é ainda uma promessa apesar do começo espetacular como centroavante do Palmeiras, da seleção e do Manchester City.

Só que deixou o clube alviverde do modo mais correto possível, defendeu a camisa palmeirense como se já não estivesse contratado pelo time inglês e desperta simpatia sem fim nas entrevistas que dá, aparentemente determinado a priorizar a carreira, sem se contaminar com as tentações a que se submeteram os popstars do futebol.

Neymar, diga-se, é um fenômeno também como garoto propaganda, o que demonstra que continua acima dos julgamentos morais, acusações de sonegação etc.

Falta-lhe, contudo, a assessoria que Gabriel Jesus parece ter, como se a ganância desmedida esteja acima dos gols que é capaz de fazer.

Nada que impeça, hoje, de, no par ou ímpar, o ex-santista ser escolhido antes do ex-palmeirense.

Gabriel Jesus tem ainda um longo caminho pela frente e terá mais dificuldades para brilhar na Premier League que Neymar, astro consagrado, na Espanha.

Dia desses, no “Linha de Passe” da ESPN Brasil, foi posta a questão: entre ver um jogo de Gabriel ou de Neymar, qual você escolhe?

A resposta dos fãs de esporte consagrou o menino Jesus.

Não foi, registre-se, a resposta do colunista, que prefere ver o Barcelona para ver Neymar, Messi, Luis Suárez e este excepcional Iniesta.

A escolha pelo garoto do Manchester City tem, provavelmente, o sabor da novidade, mas deixa clara a simpatia pelo palmeirense, mesmo que seu ex-clube desperte mais o sentimento de rivalidade que o Santos. Não é pouca coisa.

Que fique claro passar longe daqui qualquer intenção de despertar rivalidade entre os dois craques, mesmo porque o futebol brasileiro precisa de ambos afinados e ainda porque Gabriel Jesus tem demonstrado a mesma inteligência de Neymar: o primeiro não disputa o protagonismo com o segundo como o segundo não bate de frente com Messi.

Será muito bom, com tudo isso, que Neymar se mire no exemplo de Gabriel Jesus e deixe de lado certas delícias da vida para se concentrar apenas no jogo.

Enquanto isso, nosso outro Gabriel, o promissor Gabigol, amarga a escolha de ter saído prematuramente do Brasil.

E olhe que ele era o preferido de Neymar.

“Viver é muito perigoso”, escreveu Guimarães Rosa. Como é!


%d blogueiros gostam disto: