O PT atuará onde sempre se mostrou competente, na clandestinidade

lula bebado

Após o impeachment da presidente Dilma Rousseff e a consequente expulsão do PT dos principais cargos da vida pública brasileira, espera-se por contragolpes violentos, orquestrados e financiados pelo partido, mas executados pelos que sobrevivem na órbita da “companheirada”.

Black Blocs retornaram às ruas, Sindicatos (mais de 90% geridos por bandidos) precisarão pagar pelas benesses recebidas nos últimos anos, assim como políticos e jornalistas, bolsistas, diretos ou indiretos, dos esquemas do Mensalão e Petrolão.

O PT agirá no território em que sempre demonstrou competência, o da clandestinidade.

Terá a ação facilitada pelo fato de nas cercanias do poder estarem políticos da mais alta inconfiabilidade, que deram mostras, ontem, com a não penalização da presidente impedida, que suas gavetas não possuem limites para facilidades.

Se no Poder o PT roubou para manter-se no Planalto e enriquecer sua cúpula, fora dele explorará os caixas sindicais, que, em consequência tomará dos trabalhadores, sob a promessa de, em caso de retorno (quase impossível) a Brasília, tudo será como antes.

O povo brasileiro, cada vez mais bem informado com o advento da internet, tem a obrigação de fiscalizar o Governo Temer com a mesma rigidez imposta ao PT, mas não pode, em caso de novas decepções, deixar se levar, novamente, pela conversa fiada dos ladrões petistas.

Se necessário for novo afastamento presidencial, o PT e seus parceiros não devem ser tratados como soluções ou alternativas, mas sim como símbolos máximos de uma política suja, que devemos, perpetuamente, repelir.

ABAIXO A LISTA DE SENADORES QUE, EM DESCONFORMIDADE COM A CONSTITUIÇÃO, DEIXARAM DE PENALIZAR A PRESIDENTE IMPEDIDA DILMA ROUSSEFF (PT)

Acir Gurgacz (PDT)
Angela Portela (PT)
Antonio Carlos Valadares (PSB)
Armando Monteiro (PTB)
Cidinho Santos (PR)
Cristovam Buarque (PPS)
Edison Lobão (PMDB)
Eduardo Braga (PMDB)
Elmano Férrer (PTB)
Fátima Bezerra (PT)
Gleisi Hoffmann (PT)
Hélio José (PMDB)
Humberto Costa (PT)
Jader Barbalho (PMDB)
João Alberto Souza (PMDB)
João Capiberibe (PSB)
Jorge Viana (PT)
José Pimentel (PT)
Kátia Abreu (PMDB)
Lídice da Mata (PSB)
Lindbergh Farias (PT)
Otto Alencar (PSD)
Paulo Paim (PT)
Paulo Rocha (PT)
Raimundo Lira (PMDB)
Randolfe Rodrigues (REDE)
Regina Sousa (PT)
Renan Calheiros (PMDB)
Roberto Muniz (PP)
Roberto Requião (PMDB)
Roberto Rocha (PSB)
Rose de Freitas (PMDB)
Telmário Mota (PDT)
Vanessa Grazziotin (PCdoB)
Vicentinho Alves (PR)
Wellington Fagundes (PR)

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.