Advertisements

Poderes do Corinthians estão chantageados e ameaçados por dirigentes infratores

renovação e transparência

Nos últimos meses, nomes relevantes da administração corinthiana, dois deles com cargo, André Negão e Eduardo “Gaguinho” Ferreira, outro sem, Mané da Carne, viram-se envolvidos em polêmicas nada abonadoras.

Negão foi intimado a prestar esclarecimentos no Comitê de Ética: além de não comparecer, desafiou os membros a submeterem-no a qualquer tipo de punição.

Em reunião do Conselho Deliberativo, em que se prometia “colocá-lo na parede”, nada aconteceu, e sequer tocou-se no assunto.

O mesmo ocorre, atualmente, com os outros dois, envolvidos no “Escândalo da Base”.

Protegido por Andres Sanches, o diretor Gaguinho utiliza-se da “organizada” e de seus padrinhos no clube para as intimidações, enquanto Mané da Carne, inábil, faz ele próprio as ameaças.

Em minoria, conselheiros independentes, que não participam das falcatruas, estão de mãos atadas diante da grande maioria, formada pelos duzentos nomes eleitos no sistema de “chapão”, defendido, por óbvias razões, pelo investigado vice-presidente do clube, André Negão.

Na prática, em sendo da patota, os desvios de conduta estão liberados, até que se promova uma reforma eleitoral substancial, evitando assim a formação de grupos que mais parecem soldados de quadrilhas, em defesa do ilícito, seja porque o praticam ou pelas benesses oriundas dos gestores dos esquemas.

Advertisements

Facebook Comments

One Response to “Poderes do Corinthians estão chantageados e ameaçados por dirigentes infratores”

  1. Jose Carlos (@ze_ca77) Says:

    relacao dos colaboradores do edu gaviao na sua caixa de email

Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto: