Advertisements

“Erro” da Federação Paraibana pode paralisar início da Copa do Brasil

A equipe do Souza/PB está ingressando hoje com ação no STJD solicitando a paralisação da Copa do Brasil, antes mesmo de seu início, apontando irregularidades da Federação Paraibana na indicação dos representantes do Estado na competição.

O Campinense, como campeão estadual, tinha sua vaga garantida, levando Federação a realizar um torneio seletivo para indicar a outra equipe local.

A vitória foi do CSP.

Porém uma grave irregularidade foi cometida na organização do torneio, ferindo o estatuto da própria Copa do Brasil.

O Souza, como vice-campeão Estadual, pleiteia, então, a vaga para o torneio nacional.

Segundo o regulamento, uma seletiva para ser validada, precisa contar com no mínimo quatro clubes.

artigos 5° e 6° do Regulamento da Copa do Brasil 2013

§ 5º – Nos estados/Distrito Federal que tenham direito a mais de uma vaga, a última vaga do estado poderá ser concedida, a critério da Federação local, a clube vencedor de um torneio seletivo ou equivalente promovido com tal finalidade pela Federação, respeitada a sequência das chamadas do parágrafo 4º deste artigo.

§ 6º – O torneio seletivo ou equivalente, a ser eventualmente promovido pela Federação para oferecer vaga à Copa, será disputado observadas as seguintes condições:

1) O torneio seletivo deverá ter a participação mínima de quatro clubes da primeira divisão de profissionais ou equivalente;

O torneio paraibano teve apenas três participantes.

Outra irregularidade é a de que na seletiva paraibana somente jogadores Sub-21 entraram em campo, sem contrato profissional com suas referidas equipes, o que seria outra violação ao regulamento, que prevê apenas a participação de profissionais.

Uma lambança só.

CONFIRA TABELA DA SELETIVA COM APENAS TRÊS EQUIPES

tabela seletiva pb

A Federação Paraibana de Futebol, que tem como presidente, há mais de 30 anos, uma histórica aliada de Ricardo Teixeira, a Sra. Rosilene Gomes de Araujo, e que perdeu força com a entrada de José Maria Marin, motivando até um projeto de Lei do senador Cassio Cunha Lima, que visa retirá-la do poder, respondeu:

“A Copa Paraíba de 2012 foi organizada dentro de toda a legalidade, sendo divulgada o seu regulamento e tabela dentro do que estabelece o Estatuto do Torcedor e com a participação de cinco clubes a saber: Botafogo, CSP, Treze, Atlético (campeão da Segunda Divisão) e Cruzeiro (vice campeão da Segunda Divisão).

No entanto, para surpresa de todos, os clubes sertanejos desistiram da competição, a menos de duas semanas de seu início, alegando problemas de ordem financeira, daí apenas três clubes terem participado, obrigando a entidade paraibana a fazer ajustes na tabela.”

Ou seja, além de confirmar que o campeonato foi disputado com apenas três equipes, escancarando a irregularidade, a FPF demonstrou publicamente sua incompetência ao não conseguir realizar adequadamente um de seus torneios.

É, portanto, ré confessa.

Mais um problema para o futebol  brasileiro, ocasionado pela incompetência de seus dirigentes, que, acreditando estar sempre acima do bem e do mal, não seguindo regras absolutamente claras de serem compreendidas.

Em resumo, se a CBF não alterar o nome do representante paraibano na Copa do Brasil, comprando briga com a FPF, o campeonato corre serio risco de nem ser iniciado.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: