Advertisements

Odebrecht e Andres Sanches em pé de guerra nos bastidores

Andres Sanches já faz oposição a Mario Gobbi

A substituição de Luis Paulo Rosenberg por Andres Sanches para cuidar dos assuntos do “Fielzão”, maneira encontrada por Mario Gobbi, atual presidente, de amansar o grupo que ameaça, a todo instante, se rebelar contra sua gestão, tem se mostrado cada vez mais ineficaz.

Se na conduta moral tanto um como o outro se equivalem, no trato pessoal o ex-presidente alvinegro tem muito ainda a aprender.

Fato é que a Odebrecht já percebeu que tudo o que lhe fora prometido pelo clube não será cumprido.

Por exemplo, empréstimos tomados pela construtora, que, com o acumulo de juros, já ultrapassam R$ 300 milhões, sob promessa de acerto pelo Corinthians com a “quase fechada” venda de “naming rights”, não foram cumpridas.

Sanches agora utiliza-se do argumento de que a construtora não tem saída e se quiser receber o que já investiu e ainda o que gastará terá que se virar para finalizar a obra.

A Odebrecht está ciente de que caiu numa grande cilada e sabe que, provavelmente, nada receberá, seja qual for a decisão a ser tomada.

Certamente optará pelo termino da obra, evitando assim mancha maior na imagem, e conflitos com o Governo Federal, porém, estuda maneiras de depois, de alguma maneira, tentar receber os valores do Corinthians, em caso do quase certo calote.

Outra questão, que deve ser tratada nos próximos dias, será a tentativa de trocar o interlocutor do clube no empreendimento.

Não há mais clima para reuniões, tratativas e o menor dialogo com Andres Sanches, tratado pela construtora como “vigarista”, mesma fama que, por sinal, o dirigente tem no mundo do futebol.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: