Aliados de Andre Sanches mandam recado a grupo de Mario Gobbi pelo “Boca de Aluguel”

Permanece tenso o clima entre aliados do ex-presidente Andres Sanches e membros da atual diretoria, formada em grande parte pelo grupo “Corinthianos Obsessivos”.

Seria o mesmo que, transformando para o mundo da criminalidade, um grupo de marginais “pés-rapados” lutasse por espaço com ladrões de casaca.

Utilizaram-se agora, no intuito de se fazerem notar, um conhecido espaço, segundo dizem, financiado pelos conselheiros Mané da Carne e André Negão.

Seu autor, o vulgo “Caco” das piscinas, desceu a lenha na atual gestão, repetindo todas as palavras que lhe foram sopradas, disfarçando a escrita como “indignação” pelo fato de seu filho não ter podido participar de uma homenagem no Pacaembu.

“Ofende-me também o descaso, a forma pedante e desrespeitosa que determinadas pessoas no clube vem tratando determinadas ocasiões, situações e principalmente, pessoas.”

“Determinadas pessoas no clube precisam entender que o clube não nasceu num escritório de advocacia ou numa sala de criação de campanhas de marketing.”

Fica evidente que o recado acima é direcionado aos advogados “obsessivos” da gestão e também ao vice-presidente Luis Paulo Rosenberg, reclamando ainda do “tratamento” diferenciado de outrora.

“Pessoas que como eu brigaram – e lutam – para que esta vitoriosa gestão se mantenha no poder vigente no clube desde o final de 2007.”

Nesse trecho, “Caco” joga na cara todos os anos de bajulação a que se submeteu, torcendo e distorcendo, no ÚNICO intuito de favorecer um grupo político do Parque São Jorge.

“E de novo, respeito é bom e a gente gosta!”

Finaliza ainda com um recado, no PLURAL, que dá bem o tom de inicio de ameaça se o tratamento que seus “patrões” não consideram adequado permanecer como está.

Veremos, nos próximos dias, quem de fato pode mais – ou menos – na luta dos providos de interesses.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.