Palmeiras quer expulsar conselheiro que não aceitou perder R$ 4 milhões

O conselheiro palmeirense Osório Furlan Junior investiu R$ 5 milhões para ajudar o Palmeiras na loucura de repatriar o jogador Valdivia.

Recentemente, o clube recebeu proposta de negociar o atleta para os Emirados Árabes, de R$ 9,8 milhões, porém, percentualmente, somente pouco mais de R$ 1 milhão seria devolvido ao conselheiro.

Osório, por motivos óbvios, impediu a transação.

Razão pela qual o atual presidente do clube, Arnaldo Tirone e seu diretor jurídico, Piraci Oliveira, querem que seja expulso do conselho palmeirense.

Dizem que conselheiro não pode ter jogador no Palmeiras.

Este espaço tem a mesma opinião, porém, a dupla dinâmica deveria explicar porque somente após a negativa de Osorio resolveram tomar essa decisão.

Afinal, estão há 18 meses no poder, não apenas fazendo vistas grossas para essa situação, mas facilitando a vida de diversos empresários, alguns em situação bem mais constrangedora, para o clube, do que a citada acima.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.