Advertisements

Força Casão !

Walter Casagrande Junior merece todo o nosso respeito.

É um ser humano de bom caráter, trabalhador e, como todos nós, cometeu erros e acertos em sua trajetória de vida.

Casão se encantou por um mundo de prazer depressivo, que aparenta causar o bem, mas conduz a destruição.

Precisa de apoio nesse momento.

Sua luta será árdua.

Sempre soube o que se passava com ele.

Por respeito ao ser humano Walter e a sua família nunca divulguei.

Respeito que faltou a revista Placar.

Em minha opinião foi absolutamente desnecessária a exposição de seu problema pela publicação.

Só nos resta agora torcer para que ele se recupere e nos proporcione a alegria de vê-lo curado.

Força Casão, estamos com você.

Advertisements

Facebook Comments

50 comentários em “Força Casão !”

  1. Sabe o que eh engracado, quando alguem desconhecido, principalmente um pobre, esta enfiado no mesmo tipo de droga, ele e um drogado, marginal, que merece cadeia porque nao consegue se inserir no meio social. Mas quando acontece com alguem conhecido, mudam-se os valores, ninguem divulga por respeito e ele de infrator da lei passa a ser vitima.

    Espero que ele saia do vicio sim, mas ele nao tem nada de coitadinho, ele ta muito grandinho e bem vivido pra saber o que faz bem e o que faz mal. Nao tenho penas de alguem que tem a vida que ele tem e mesmo assim procura esse tipo de droga e fomenta o trafico. Tenho muito mais pena e atencao aos coitados pobres que usam a droga como unica saida do mundo que vivem…. ja Casao nao tem desculpa, tem a vida que qualquer um pediu a Deus.

    Melhora Casao, mas sem hipocrisia, o unico culpado por esta situacao eh o proprio Casao….

    Paulinho: Analiso a pessoa pelo carater.

  2. “Sempre soube o que se passava com ele”
    Ah, tá bom…
    Menos garoto, menos…

    Paulinho: Sempre soube, e isso não é nenhuma vantagem, todos os jornalistas de SP sabiam

  3. Com certeza, Paulinho. Todo nosso apoio a este excelente profissional. Nunca se ouviu falar dele desrespeitando qualquer que fosse a instituição para quem trabalhou. Excelente jogador, brilhante jornalista.

    Força Casão!

    Paulinho: É bem por ai

  4. O Casa merece todo apoio pelo grande e ser humano que é. Força pra ele também. Agora em se tratando de exploração de imagens de celebridades com problemas com drogas, você não é o único que se manifestou contra a divulgação, também acho complicado ficar tratando destes temas publicamente, no entanto acho que cabe algumas reflexões para a mídia em geral e os jornalistas mais responsáveis em particular:

    – Não seria falta de profissionalismo, por parte de um jornalista deixar de divulgar um fato só porque tem relações de amizade com o envolvido, neste caso falando de maneira geral, como por exemplo um atleta de futebol que se envolve numa confusão na balada e vai parar na delegacia, coisa que acontece com freqüência, não divulgar não é esconder do publico em prol da amizade.

    – Esconder os males que a droga, neste caso, traz a vida de uma pessoa, com sucesso profissional (podendo provocar inclusive a interrupção de sua carreira, ou pior de sua vida), não seria colaborar com uma rede de silencio que passa para a sociedade uma imagem de glamour, invencibilidade etc…, neste caso nao é mais util ao público reconhecer os riscos e problemas advindos do vicio.

    – Nao notei, no Brasil pelo menos, ninguem se manifestando contra, por exemplo, a divulgação e exposição gigantesca que se fez do vicio do Maradona, fato amplamente, explorado, divulgado e escandalizado, acho que o que vale para um vale para o outro, veja não estou julgando ninguem, mas acho que a postura devia ser igual para todos.

    Acho que é isso, reforço meu ponto de vista acho que escandalo com problemas pessoais uma apelação, muito baixa, de setores da midia, mas tenho duvidas se esconder e o melhor para a sociedade.

    abçs

    Paulinho: A diferença é que a familia do Casão não queria divulgar enquanto o Maradona divulgou por opção

  5. Que bola fora da Placar hein….

    os rumores de que o Casao estaria afastado do futebol por dependencia quimica eram grandes, mas o balde foi arremessado.
    Talvez essa reportagem sem criterio possa dificultar a carreira de comentarista do Walter, o unio que saia da linha geral de comentaristas agua com acucar na tv aberta.
    Forca Casao

    Paulinho: Poderiam ter evitado

  6. Excelente comentário Paulinho!
    Casagrande, sempre foi uma pessoa correta, e exerceu sua profissão com dignidade.
    A questão das drogas precisa ser vista sob uma ótica diferente.
    A mente estreita das nossas autoridades ou interêsses que desconhecemos, encaminha o problema apenas pelo viés policial.
    É o mais simples, e satisfaz plenamente a classe dominante.
    O mote é: porrada no menino que fuma maconha na esquina, esquecendo que êle será o adulto brasileiro de amanhã.
    Não faço apologia das drogas, pois acho que não precisamos delas para viver,e sim de trabalho, saúde e educação, assuntos que nossos governantes sempre varreram para debaixo do tapête.
    Meu Deus, quando é que o gigante vai acordar!!!
    Força grande Casão!!!

    Grande abraço,

    Frederico.

    Paulinho: Ele tem que ser tratado

  7. Força Casão,
    não so a nação alvi-negra esta torcendo por vc !…Além de querermos sua melhora, vc precisa voltar logo a TV..esta chato e ruim ver jogos sem seus ótimos comentários…

    Paulinho: vamos torcer por ele

  8. Se fosse o Ricardo Teixeira drogado,ai é que eu queria ver sua posição.
    Péssimo exemplo para todos,já usa drogas desde garoto na Penha,sou nascido lá e conheço a familia.
    Ele é coitadinho, mas se fosse o Maradona?
    Vagabundo e drogado.
    Esteve no são paulo e não se recuperou,a história do adriano vai ser contada daqui a alguns anos,porque ele não faz antidoping?
    Além do mais está pagando pelo mal agradecimento que teve com o Timão,após sua saida só fala mal e critica,se esquecendo que se foi alguma coisa no futebol deve ao Timão.

    Paulinho: Ricardo Teixeira é criticado pelo carater

  9. Isso de falta respeito. Tb acho que faltou ao Kajuru, tempos atrás.
    Ele tem um programa, no SBT Ribeirão Preto, que é retransmitido para o Interior Paulista.
    Em 2007, disse que a Globo não falava do Casão, mas falava do Maradona, etc, etc.
    Desrespeitou muito mais que a Placar. Isso eu tenho certeza, porque vi o programa na época.
    Acho que pau que dá em Chico, dá em Francisco.
    A Placar errou? Se sim, deveria ser criticada anteriormente a atitude do Kajuru, não é pq é “amigo”, que deve passar incúlume.

    Paulinho: Não assisti. Se fez, errou

  10. Isso de falta respeito. Tb acho que faltou ao Kajuru, tempos atrás.
    Ele tem um programa, no SBT Ribeirão Preto, que é retransmitido para o Interior Paulista.
    Em 2007, disse que a Globo não falava do Casão, mas falava do Maradona, etc, etc.
    Desrespeitou muito mais que a Placar. Isso eu tenho certeza, porque vi o programa na época.
    Acho que pau que dá em Chico, dá em Francisco.
    A Placar errou? Se sim, deveria ser criticada anteriormente a atitude do Kajuru, não é pq é “amigo”, que deve passar incólume.

  11. Paulinho, sou seu leitor diário, mas gostaria de fazer uma critica que, espero, entenda como construtiva.

    Acho legal que tu tenhas uma referência na área. O JK é um fera mesmo. Agora, tu estás o retrato fiel do próprio JK.

    Escreve copiosamente da mesma forma. As criticas sao sempe as mesmas, às mesmas pessoas, nos mesmos momentos. Os posts tb são rigorosamente iguais e nos mesmos moldes.

    Sinceramente? Repito, espero que entendas como critica de um leitor, mas não estou vendo personalidade em vc, como jornalista. Acho que confundiste um pouco idolatria com cópia na forma de trabalhar/atuar e convenhamos, considerando todo o historico e experiência, se eu tiver que escolher um JK para acompanhar, o farei pelo original, não pelo genérico que tu estás parecendo.

    Bom, espero que considere e se achar que deve, atente à este detalhe.

    Abs,
    Rodrigo

    Paulinho: Escrevo sem olhar o blog dele, mas frequentemente temos atração pelo mesmo asunto e a opinião semelhante sobre ele. Mas existem situaç~eos em que discordamos. É natural ter a linha de raciocionio parcida com alguem que voc~e admira

  12. Aproveita e faz um apelo ao seu Idolo Socrates, que esta indo para o mesmo caminho….

    Paulinho: Tem amigos seus que estão no caminho…o Magrão está longe dele

  13. depois da uma passada no meu blog
    tudo q vc imagina sobre F1

    guilhermebp.wordpress.com

    paulinho: beleza

  14. à Placar faltou profissionalismo, por expor isso. Espero q ele melhore…
    mas eu acho que vc está exagerando um pouco na dose, Paulinho…

    Paulinho: É a minha opinião

  15. Paulinho,

    permite-me discordar do teu ponto de vista; e, suprema heresia, discordar do Helena e do Juca? O Casão é figura publica e o que acontece com ele pode servir de alerta para tantos outros jovens ainda decidindo se continuam dizendo não!!! Ele representou um papael forte na luda das diretas ajudando muitos jovens a perderem o medo e enfrentarem a ditadura. Agora o exemplo dele servirá para alertar muitos também. Desculpe-me Paulinho, Juca e Helena Jr. Feliz timão 2008

    Paulinho: Eu entendo, mas o desejo do doente e da família tem que ser respeitado

  16. vou repetir aqui o que postei no blog do juca: a reportagem que a placar fez não fará nenhum mal a ele comparado ao que a droga já o fez… ele é uma pessoa pública e como tal serve de exemplo… e se ele conseguir sair dessa vai ser um exemplo maior ainda…

    o casão poderia ter matado pessoas naquele acidente e o repórter não pode fazer uma reportagem sobre o problema dele?

    chega de hiprocrisia também… a imprensa dá o maior valor falar da vida pessoal de jogadores dizendo que eles servem de exmplos e tal e por que no caso do casão seria diferente? isso é um mal que a imprensa construiu… tem países no mundo que a imprensa respeita realmente a vida pessoal dos outros.

    e ao contrário do que o juca e o alberto helena jr. acham a reportagem no final das contas tá mostrando a todo mundo como o casão é querido, basta ver os post dos blogs…

    fora que todo mundo sabe que alguns da democracia corinthiana o que tinham de bola e de vanguarda nas posições que defendiam tinham de doidice também. no caso do casão não é novidade nenhuma, mas me assustei quando li heroína…

    força pra você casão e pra sua família!!! sou seu fâ!!!

    Paulinho: Vamos torcer por ele

  17. É isso aí, droga é uma droga. Não é coitadinho não, mas quem conhece o problema sabe quenão é fácil se livrer dêle. Mas o Casão vai conseguir nós estamos na torcida, não só os corintianos, mas todos que gostam de quem conhece futebol e analisa sem tendências. FORÇA CASÃO.

    Paulinho: É isso ai

  18. o casão curte um cigarrinho, né?? eu não fico com pena não. Todo usuário de drogas ilegais é fomentador da violência. e ponto.

    Paulinho: Ele é um doente que precisa de tratamento

  19. Sempre soube é boa hein! Mais E mesmo se soubesse, vc faz parte daquele clubinho que dos amigos não divulga nada, mas se é dos outros, coitados! E ainda chama isso de jornalismo com credibilidade! Dois pesos e duas medidas!

    Se enxerga e toma o teu rumo!

    Paulinho: Quanta bobagem…

  20. Veja o que disseram de vc…

    Site do Milton Neves.
    Eles se dizem “independentes”, posando de vestais.

    Só eles são honestos, só eles são éticos. O resto “não presta”, generalizam. Um, flagrado e investigado, teve que se retratar em nosso sindicato. Explicou lá que não era bem aquilo que queria dizer. Aceitamos, afinal ninguém se expressa pior ao microfone de rádio e TV do que ele.

    Que se utilizam de um inexpressivo, como laranja num blog pirata, já expulso de portais sérios como o Terra e UOL. É pequenininho, deveria pensar primeiro em seus bons pais e não em “amigo oportunista” que não o levará ao altar para “casamento”. Só o está “levando ao motel”. E o outro escada, também novinho e incauto? É um “schmok”, como já foi certo boquirroto arrependido, andou dizendo. E a judaica palavra “Schmok” traduzo por bobinho, trouxa, ingênuo, laranja. Só me interessa esse sentido.

    Paulinho: Comentário de uma pessoa honesta e de credibilidade

  21. Falta de respeito pela Revista Placar pq? Essa é a sua opinião mesmo ou V.Sa. se encontra numa situação difícil de contrariar Juca Kfouri por ter espinafrado a revista na Rádio CBN?

    Walter Casagrande merece sim o nosso respeito. Aliás, merece mais: o nosso apoio! Porém, o que não precisamos é de hipocrisia e de patrulhamento à um meio de comunicação, algo que o Sr. Kfouri vem tentando fazer.

    Me parece muito mais um ato de camaradagem do que propriamente uma condenação à alguma atitude ofensiva e ilegal da Revista Placar. A reportagem sobre Casagrande é jornalística, exatamente como tantos outros meios de comunicação fazem quando investigam e descobrem fatos de relevância. E o fato é relevante sim. Primeiro, porque é uma pessoa pública, um ex-atleta de sucesso no Brasil e no exterior. Segundo, porque a sua luta contra o vício é uma forma de aviso aos jovens que vêem no ex-jogador e em tantos outros na ativa como ídolos.

    Alguém já parou pra pensar quantas pessoas até hj correram sério risco de vida ao cruzarem com o Casagrande dirigindo um veículo e devidamente chapado? O acidente do ano passado não deixou vítimas além do próprio e de sua acompanhante. Mas e se tivesse atropelado uma família que passeava tranquilamente numa calçada? Ninguém pensa nisso??

    Camaradagem não! Quem errou foi o ex-jogador ao aceitar o primeiro trago, o primeiro pega ou a primeira cheirada, e não a Revista Placar.

    De minha parte, faço votos que ele se recupere, pois além de seu fã dos tempos do Corinthians, também o considero o melhor comentarista da Rede Globo e gostaria de vê-lo logo na ativa e, principalmente, limpo!

    Abraços!

    Paulinho: Minha opinião é independente

  22. Paulinho, você conhece um singelo acento chamado “crase”?

    Paulinho: Conheço, mas uso quando me da vontade

  23. Mesmo tendo um talento limitado, se tornou jogador do clube mais importante do Brasil e ídolo da Fiel.
    Como se comportou diante dessa benção? Nunca procurou levar uma vida de atleta, e, no auge do sucesso, na Democracia Corinthiana, deu uma bofetada na cara da torcida, e disse que não era corinthiano, e que simpatizava com o Flamengo (!).

    Assim foi, durante toda a sua vida. Sempre alcançou metas além de seu real potencial (se tornou jogador da seleção; conseguiu uma transferência para o exterior; se tornou comentarista da TV Globo, após encerrar a carreira de jogador), e nunca deu o devido valor a essas conquistas invejáveis.

    Agora, nesse momento extremo, ele tem, talvez, a sua última chance de se dar conta dos raros privilégios que a vida lhe deu, e passar a encarar a vida com a devida alegria e reconhecimento de seu significado.

    Paulinho: A vida ensina

  24. A matéria da Placar não faltou respeito com o Casagrande.
    Em seu blog mesmo você sempre condenou atitudes semelhantes “extra-campo” do Adriano Imperador.

    O que muda? A amizade ou a cor da camisa?

    Todos sabemos que o vício do Casagrande não começou depois do encerramento da carreira. Ele já utilizava sistematicamente drogas enquanto jogava. Assim como outros ídolos do passado.

    Abraço,

    Paulinho: Muda o carater

  25. Então aquele flagrante de posse de cocaína no carro do Casão nos anos 80 não foi plantado, afinal?? Era um usuário mesmo?? Sinto por ele…
    E escute, não existe uma coisa chamada SIGILO PROFISSIONAL no código de ÉTICA da Medicina??? Como o(s) médico(s) puderam colocar isso a público???

    paulinho: Pois é…

  26. Colega, permita-me discordar de você, do Juca e um pouco menos do Alberto Helena Jr.
    Acho que notícia (desde que verdadeira) deve ser publicada. Mas é claro que há casos que você pode ou não publicar, como esse envolvendo o jogador que fez mais gols pelo Ascoli, da Itália.
    Entendo a posição do Juca, a do Birner, a do dono deste blog e a de muita gente. E entendo os motivos pelos quais levou Placar a publicar a matéria. Era uma história até conhecida (mais de jornalista que do grande público) e precisava ser bem contada, jornalisticamente. Li e achei que foram corretos na forma de abordar os assuntos. Não vi interesse em prejudicar este ou aquele, nem sensacionalismo da parte deles.
    Mas nessa história quem marcou um golaço mesmo foi o Alberto Helena, quando disse:

    “…Só me resta, como amigo e admirador, tanto do craque quanto do comentarista e do ser humano, desejar que ele, enfim, se livre dos tentáculos invisíveis mas de extensão infinita das drogas, na esperança vã de que a estupidez humana não venha a julgá-lo sob o crivo daquele falso moralismo que já destruiu tantas vidas por esse mundão afora.
    E esperar que essa entrevista da Placar possa, de alguma forma, colaborar para o restabelecimento de Casão, pois uma só vida, seja da celebridade ou do anônimo da rua, vale mais do que qualquer interesse ou convicções que possamos ter.”

    Grande abraço Paulo

    Paulinho: Eu entendo, mas o desejo do doente e da família tem que ser respeitado

  27. “sempre soube…..” Puxa! como vc é bem-informado hein, motoboy?!?!

    Paulinho: Devo ser afinal vc perde o seu tempo por aqui…

  28. Ih Zé mané, o teu ídolo assinou com a Bandeirantes. E agora, teu castelo caiu?? AHHAHAHAHAHAH

    Paulinho: Azar da BAND

  29. Lembro perfeitamente de ouvir o comentarista baba ovo Neto dizer que o Maradona tinha mais que morrer , porque era viciado em droga , agora que o grande amigo dele esta passando pelo mesmo problema quero ver o que ele vai falar .

    Paulinho: Se falou errou

  30. O que tem de gente que usa drogas e acha que está “tudo sob controle” não está escrito. Para degringolar em algo semelhante ao que o Casagrande está vivendo, não custa nada. É um problema de saúde, mas começa com um problema de caráter.

    Paulinho: É a ilusão de um mundo de desgraça

  31. “Sempre soube o que se passava com ele”
    Paulinho, bacana você respeitar o cara e não ter divulgado…
    Mas você agiu diferente com o Grava. Divulgou a patologia dele aqui no seu blog. E não venha dizer que todo mundo já sabia porque e eu só fiquei sabendo aqui.
    Você pode alegar que respeitou o Casão porque apesar desta dependência química ele é de bom caráter, trabalhador… mas pra mim isso não justifica. Se você sabe que duas pessoas tem problemas e só divulga de uma, está exercendo “jornalismo com parcialidade”.
    É minha opinião.

    Paulinho: O que foi divulgado envolve interesse publico afinal quem tem essa patologia tem problemas para executar o cargo que ocupa

  32. Pera ai. Todo mundo metendo a boca na placar (que sempre foi um lixo mesmo) e se esquecendo do tal medico. Esse doutorzinho nao poderia ter sua licensa suspensa por total falta de etica? Sobre a placar e TODOS estes jornalistas que trabalham na grande imprensa, nao deveriamos, primeiro, confiar em nada do que dizem porque nao tem liberdade editorial, segundo, nao existe maior meio onde o amigo arruma emprego pro amigo do que no meio jornalistica, ou existe algum lugar onde pais, filhos e sobrinhos conseguem um lugarzinho ao sol passando por uma “dramatica” concorrencia com tantos outros, provavelmente, ate mais competentes do que eles? A midia no Brasil e’ uma grande piada, no esporte entao… A internet no brasil precisa crescer e logo e gente nova tem que brotar, nao gente abencoada por caciques, gente nova vindo do nada, e vai acontecer por aqui nos Estados Unidos ja esta acontecendo. A e’, o Casa Grande, contra quem tive o prazer de jogar quando ainda eramos Juniores, fazia parte de uma trupe, ja naquela epoca, que gostava de fumar uma maconha, que diga-se, nao aumenta a performance de ninguem, mas, que e’ uma droga. Acho que esta na hora do mundo dar uma boa olhada nesta palhacada sobre drogas. Beber pode porque as grandes corporacoes estao por tras, entao, bebemos socialmente. Fumar pode, pelo mesmo motivo, embora o cigarro seja, reconhecidamente, uma das maiores desgracas da sociedade. Tomar remedios que mais matam do que curam pode, tb pelo mesmo motivo. Agora, fumou maconha ou usou outras drogas, ai nao, virou bandido. Somos todos um bando de idiotas mesmo. Nossos tataranetos vao pensar que eramos indios.

    Paulinho: Quem entra nas drogas se afunda

  33. Todos nos sabiamos disso, e quem o levou a usar droga foi o Galvao Bueno, aqui em londrina ele compra cocaina de um cara do meu bairro, e que nem a policia vai atras.
    O casa grande errou, e vai pagar por isso, ou nao né.
    Quero ver o Galvao falar que é amigo dele.

    Paulinho: É um caso sério

  34. Faço das palavras do Alberto Helena as minhas palavras:

    CASÃO, UMA VIDA

    Neste meu meio século vagando pelas redações de jornais, rádio e tv, confesso, não consegui reunir convicção sobre a tênue linha que separa o público e o privado das celebridades.

    Eis por que trato desse assunto com enorme constrangimento, me questionando sempre se o médico que trata do nosso querido Casão teria o direito de revelar à revista Placar o estado clínico do ex-craque e comentarista da Globo licenciado.

    E, até onde a publicação estaria prestando um serviço público ao editar esse material.

    Outro dia mesmo, a Folha publicou entrevista com uma das fontes mais cristalinas do melhor jornalismo, onde minha geração bebeu sabedoria do ofício, o jornalista norte-americano Gay Talese, a propósito da queda do governador de Nova York, colhido em milionárias transações com a prostituição de alto luxo.

    A moral da história, segundo Talese, não estava no fato de o cidadão recorrer aos préstimos da mais antiga de todas as profissões, mas na hipocrisia de quem se elegeu governador e ganhou fama justamente pelo combate à corrupção, sobretudo, a rede de prostituição, enquanto na intimidade praticava tudo aquilo que publicamente condenava.

    É a velha parábola do falso moralista.

    Não é esse o caso em pauta. Casão nunca enganou ninguém, a não ser, talvez, a si mesmo. Vive não do nosso dinheiro, de impostos, essas coisas. Vive do dinheiro ganho com seu talento e suor nos campos de futebol e de sua inteligência diante dos microfones. E, sabe-se por que tramas do destino, caiu na armadilha trágica da dependência química e psicológica das drogas, uma doença amaldiçoada, por insidiosa e persistente.

    Só me resta, como amigo e admirador, tanto do craque quanto do comentarista e do ser humano, desejar que ele, enfim, se livre dos tentáculos invisíveis mas de extensão infinita das drogas, na esperança vã de que a estupidez humana não venha a julgá-lo sob o crivo daquele falso moralismo que já destruiu tantas vidas por esse mundão afora.

    E esperar que essa entrevista da Placar possa, de alguma forma, colaborar para o restabelecimento de Casão, pois uma só vida, seja da celebridade ou do anônimo da rua, vale mais do que qualquer interesse ou convicções que possamos ter.

    enviada por Alberto Helena Jr.

    Assino embaixo, estimando melhoras ao querido Casagrande!
    Força e luta guerreiro!

    Larissa Beppler.

  35. Paulinho, critiquei vc no caso do Simon, mas no caso do Casão, concordo plenamente com sua posição!

  36. Pela primeira vez eu vejo alguém da imprensa dar pelo menos um cutucão na própria imprensa. No caso aí, foi na placar.
    Valeu !
    Abraço.

  37. Paulinho,parabéns pela matéria e por sua atitude.A solidariedade humana não custa nada as pessoas e faz muito bem aqueles que passam por dificuldades.Vamos torcer sim,tenho certeza que ele vai driblar a adversidade e marcar mais um gol em sua vida,e todos nós vamos vibrar.

  38. E’, Paulinho, tem muita gente de bem aqui te criticando tb. Eu pensei que era so eu, fui ler outros e vi pessoas com a mesma opiniao que a minha. Abra o olho, se recicle e volte a ser vc. Sucesso de gente comecando do mesmo jeito que chega tb vai embora.

  39. Paulinho, então o Kajuru, a quem tb admiro, tem um programa no SBT, só que passa para o interior Paulista, excessão de Campinas, cuja afiliada é do Quércia, a quem Kajuru critica veementemente.
    Ele falou do Casa em 2007, na época o programa tb era, não sei se ainda é, retransmitido para o Paraná.

  40. Parabéns à Placar e ao André Rizek,
    Li a reportagem e não a achei depreciativa, apenas informa aos seus leitores o que aconteceu a um ídolo da Fiel e comentarista renomado que tantas vezes estrelou capas da revista e até dando uma força com depoimentos favoráveis.
    Certamente irá colaborar com a recuperação dele, pois ter “escondido” o problema como “todo mundo” do meio fez até hoje pensando em ajudar, não adiantou.
    Casagrande pode ser doente, mas não é de uma mal hereditário ou contraído acidentalmente, pois ninguém nasce viciado; depende de seu LIVRE ARBÍTRIO e infelizmente deve arcar com as conseqüências (repercussão) sendo bom caráter ou não. Também não é um coitado, afinal poderia ter sido muito pior, preso como o ídolo atleticano Reinaldo (que aliás só se recuperou depois da cadeia), mas teve melhor sorte.
    Sobreviveu a um grave acidente e busca recuperação, fico mais aliviado do que em não saber. E se Deus quiser, voltará a melhorar a qualidade da transmissão de futebol da Globo com seus comentários.
    Saudações corintianas, Paulinho.

  41. Lamentavel o q a Placar fez !!!!!!
    Isto e um tema muito pessoal ! E faltou muito com o respeito da familia do Casao !
    Quem conhece o Casa Grande conhecia os seus gostos ! E uma pessoa q nunca prejudicou a ninguem a nao ser ele proprio !
    Maradona Optou por fazer esse problema c/ as drogas publico e Casao nao exatamente por ser um problema dele so !
    Lamentavel o Jornalista e a revista !!!!!

  42. É, drogado tem caráter prá você.
    Usa de todos os argumentos para defender uma pessoa que cuspiu no prato que comeu,não seria nada se não tivesse jogado no Timão.
    Se envolveu em drogas porque sempre quis ser malandro,caiu do cavalo.
    Você criticou o Grava por não poder excercer a profissão,quer dizer que um drogado alucinado como o Casagrande dá opinião sensata mesmo estando “muito louco“.
    É brincadeira.

  43. 1- Consta que a família do Casagrande autorizou Placar a publicar a matéria. Cheque direto na fonte essa informação. A informação que tenho é da própria Editora Abril.

    2- Jornalismo em primeiro lugar. O profissionalismo deve ser levado a sério independente de interesses pessoais. Se tenho um filho criminoso e sou policial, terei que prendê-lo como um bandido comum. O mesmo vale para o jornalismo, se um amigo comete uma ação ilícita, vai ser denunciado da mesma forma. Quem somos para aliviar ou carregar mais a notícia em virtude da amizade pessoal ou do “suposto” “bom ou mau caratismo”?

  44. E Paulinho, vc só coloca o que te interessa aqui?
    Expõe a verdade, meu chapa, o Casagrande é um viciado e não é de hoje.
    O Corinthians já passou a mão na cabeça dele, e ele só não teve a sua carreira de jogador de futebol manchada porque na época não se faziam anti dopping.
    Casagrande, um nariz de 12, e não é de hoje, por isso que você sabia, assim como grande parte das pessoas que conhecem um pouco mais sobre o jogador Casagrande.

  45. Casão era um canela dura como jogador e exerce uma profissão dificil muitas vezes de agradar a todos. Com o amor da família e dos amigos tudo passará e voltará dando respostas inteligentes..

  46. vcs sao todos idiotas, em discutir sobre drogas e violencia. quanto mais falar em coisas ruins mais desgraças aconteceram é a lei da atraçao
    uma vez o papa joao pauloII falou que NAO fazia movimento anti guerra, mais SIM movimento pela paz para atrair a paz
    por que vcs acham que o mundo esta uma porcaria, so desgraça acontecendo, a midia so passa desgraça
    enquanto nao mudar o pesamento o mundo so vai piorar

    tchello

  47. como o junior disse em londrina todo mundo sabe que o “apresentador e narrador da globo”usa cocaina …

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: